Últimas

Dólar se firma em alta após definição da taxa de câmbio média

A disputa entre comprados e vendidos pela formação da Ptax (taxa de câmbio média) de fim de mês conduziu os negócios no câmbio nesta sexta-feira (30/10) pelo menos até as 13 horas. Investidores puxavam o dólar de um lado para outro de acordo com seus interesses na Ptax, que servirá para liquidar os derivativos cambiais que vencem na próxima terça-feira (3/11) de novembro. Definida a taxa, o dólar se firmou em leve alta durante a tarde, com investidores adotando certa cautela antes do fim de semana prolongado no Brasil.

O dólar à vista terminou o dia com avanço de 0,13%, aos R$ 3,8596. Na mínima da sessão, marcou R$ 3,8309 (-0,59%) e, na máxima, atingiu R$ 3,8880 (+0,89%). Os momentos de coleta pelo Banco Central para formação da Ptax (perto de 10h00, 11h00, 12h00 e 13h00) foram de maior pressão sobre as cotações. Enquanto os vendidos (posicionados na baixa do dólar) atuavam para a moeda cair, os comprados (posicionados na alta) manobravam para ela subir.

Isso durou até o início da tarde, quando o BC indicou que a Ptax havia ficado em R$ 3,8589. Este valor será usado na liquidação dos derivativos cambiais de novembro. Hoje, a Ptax cedeu 1,88% e, no acumulado de outubro, recuou 2,87%, o que sugere certa vantagem para os vendidos neste mês. Isso ocorreu após, em meses anteriores, os comprados terem tido clara vantagem sobre os vendidos, em função da disparada do dólar com a crise política.

Passada a Ptax, o dólar ficou mais livre para oscilar. E isso significou leves ganhos ante o real, com alguns players adotando posições mais defensivas antes do fim de semana prolongado no Brasil – na próxima segunda-feira, é feriado de Finados, mas os mercados funcionam normalmente nos EUA e na Europa. Até agora, o giro à vista no câmbio soma US$ 1,261 bilhão, sendo que os negócios diminuíram durante a tarde.

Os ganhos do dólar no Brasil ocorreram a despeito de, no exterior, a moeda americana ter mantido o viés de baixa ante várias divisas na etapa vespertina. Perto das 17h20, o dólar cedia 0,68% ante o dólar australiano, tinha baixa de 0,65% ante o canadense, cedia 1,08% ante o neozelandês, recuava 0,82% ante a lira turca, caía 0,38% ante o rand sul-africano e tinha baixa de 0,67% ante o peso mexicano.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *