Últimas

Draghi diz que novos estímulos são "questão em aberto"

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse em entrevista publicada no sábado a um jornal italiano, que não está claro se serão apresentadas novas medidas para impulsionar a economia da zona do euro na próxima reunião.

Na semana passada, Draghi havia dito que especialistas indicaram a necessidade de anunciar na reunião de dezembro a expansão do programa de compra de títulos. Em entrevista ao jornal italiano Il Sole 24 Ore, publicada no site do BCE, Draghi destacou os riscos de desaceleração do crescimento e inflação, ao dizer que irá demorar mais do que o esperado para que a inflação volte a meta de 2%.

Segundo Draghi, comitês e funcionários do BCE foram incumbidos de examinar a eficácia de diferentes opções para a próxima reunião. “Nós iremos decidir com base nisso. Vamos ver se um estímulo adicional é necessário. Essa é uma questão em aberto”, disse.

Apesar de não se comprometer com mais medidas na reunião de dezembro, o presidente do BCE demonstrou continuar pessimista em relação à inflação. Ele disse que a partir do meio de 2016 para o final de 2017, a inflação irá subir gradualmente. “Irá demorar mais do que o previsto em março para que os preços retornem à estabilidade”.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *