EUA e China impulsionam lucros da GM

A General Motors surpreendeu positivamente  Wall Street hoje, ao anunciar sólidos resultados no terceiro trimestre, apesar do alto custo do escândalo pelas falhas do sistema de ignição.

O lucro líquido do grupo retrocedeu somente 7,6%, a 1,36 bilhão de dólares, graças a uma melhora na China, o maior mercado de automóveis do mundo, e boas vendas de picapes e SUVs na América do Norte (Canadá, Estados Unidos e México).

O lucro por ação, referência dos mercados financeiros dos EUA, foi de 1,50 dólar, contra o US$ 1,19 esperado pelos analistas.  

Esse valor não leva em conta os 1,5 bilhão de dólares vinculados ao caso da falha no sistema de ignição, que provocou mais de 100 vítimas e obrigou a empresa a retirar milhões de veículos do mercado.

O volume de negócios caiu somente 1,05%, a 38,84 bilhões de dólares.

Para evitar processos penais, a GM aceitou em setembro  pagar uma multa de 900 milhões de dólares ao Departamento de Justiça e destinar outros 600 milhões de dólares para indenizar as vítimas e famílias das vítimas.

A gigante de Detroit (nordeste) compensou isso com uma alta de 34% a 3,3 bilhões de dólares no lucro operacional na América Norte, onde as vendas registraram seu maior crescimento em mais de uma década.

Por outro lado, as dificuldades da economia brasileira impulsionaram as perdas na América Latina: foram de 217 milhões de dólares contra 32 milhões do ano anterior. 

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *