Últimas

Ex-atacante Henágio morre aos 53 anos

Ayron Santos/DP/D.A Press

Causa do falecimento do ex-atacante ainda é desconhecida; familiares e amigos aguardam os laudos do IML

O futebol pernambucano perdeu um de seus grandes craques na madrugada desta segunda-feira. Aos 53 anos, faleceu o ex-atacante Henágio, que teve passagens marcantes por Santa Cruz, Sport e Flamengo. O corpo do craque sergipano foi encontrado sem vida na casa onde ele residia, próxima ao Estádio do Arruda, onde ele brilhou com a camisa tricolor.

No sábado, o ex-jogador passou mal durante um jogo comemorativo do aniversário de Luís Neto, ex-goleiro tricolor e amigo pessoal de Henágio, no campo do Paulistano. Após convalescer, o atacante foi levado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Paulista, onde, segundo amigos, tomou soro e fez um cateterismo. No mesmo dia, recebeu alta e voltou para casa, onde morava sozinho. Na madrugada desta segunda, faleceu. Ainda não se sabe a causa da morte.

“Jogávamos contra o time master do Recife. Com 10 minutos de jogo, ele passou mal e foi levado para a UPA para fazer exames. Lá, passaram um remédio e ele me ligou pedindo para buscá-lo. Era para ter ficado mais tempo em observação, mas preferiu voltar logo para casa”, detalhou Rivaldo, ex- jogador de Sport e Santa Cruz, companheiro de Henágio no Tricolor e amigo. “Na manhã de hoje (segunda), Jadiel (outro ex-jogador e amigo de Henágio) passou na casa dele e já o encontrou sem vida, deitado no sofá de casa”, completou.

Apesar de reservado, Henágio era visto com afeto pelas pessoas próximas. “Era uma pessoa um pouco fechada, mas apesar disso, brincalhona. Uma pessoa agradável e querida por todas. É uma pena”, comentou Conceição Oliveira, esposa de Rivaldo. Lamentando bastante, Conceição lembrou que o ex-atleta levava uma vida pouco regrada; fumava e bebia com regularidade, desde a época de jogador.

Carreira
Henágio teve duas passagens pelo Santa Cruz. Na primeira, foi decisivo para a conquista do tri-supercampeonato, em 1983. Trocou o Tricolor pelo Sport em 85 e ficou na Ilha do Retiro por mais de dois anos antes de se transferir para o Guarani. De Campinas, partiu para o Rio de Janeiro, onde chegou ao Flamengo com a pecha de substituto de Zico.

O ex-atleta ainda voltaria a defender o Santa Cruz entre 92 e 94. Ele continuou em atividade até 2001 e, um ano antes, chegou a defender o Vitória no Campeonato Pernambucano. Atualmente, trabalhava nas categorias de base corais e ainda atuava pela equipe master do clube pelo qual marcou 34 gols em 195 partidas.

Fotos: Ídolo do Santa Cruz, Henágio morre aos 53 anos




  • Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press

    Foto da primeira passagem de Henágio pelo Santa Cruz, em 1983, ano do tri-supercampeonato
  • Francisco Silva/DP/D.A Press

    Foto da primeira passagem de Henágio pelo Santa Cruz, entre 83 e 85
  • Francisco Silva/DP/D.A Press

    Henágio também brilhou com a camisa do Sport, clube que defendeu entre 85 e 86
  • Ayron Santos/DP/D.A Press

    Depois de passar por Flamengo e Guarani, Henágio voltou a defender o Santa Cruz entre 91 e 93
  • Ayron Santos/DP/D.A Press

    Depois de passar por Flamengo e Guarani, Henágio voltou a defender o Santa Cruz entre 91 e 93
  • Alexandre Gondim/DP/D.A Press

    Aos 39 anos de idade, Henágio voltou a atuar no futebol pernambucano e disputou o campeonato estadual de 2000 com a camisa do Vitória

Não existe uma descrição para essa imagem ou galleria

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *