Últimas

Ex-jogador Giba fala sobre fratura no pênis: “Meu saco ficou quase do tamanho de uma bola de handball”

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Ex-jogador de vôlei da seleção brasileira, Giba contou em um trecho de sua biografia “Giba neles!”, que será lançada no próximo dia 3, que ficou fora da Liga Mundial de Vôlei, em 2000, por causa de uma fratura no pênis.

Em entrevista ao colunista Leo Dias, do jornal O Dia, o ex-atleta deu detalhes sobre o episódio que acabou viralizando na internet depois que ele falou sobre o assunto em um programa de rádio.

“Dá um estalo. Parece que você está estalando o dedo e sente dor pra cacete. E o sangue que está ali para você ter ereção começa a sair por essa fissura que envolve todo ele, entendeu? Aí começa a sangrar e fica latejando. Meu saco ficou quase do tamanho de uma bola de handball”, detalhou Giba, ao explicar como percebeu que havia fraturado o pênis.

O ex-jogador de vôlei, que hoje em dia trabalha como empresário, falou que a situação foi desesperadora. “É porque o sangue vai saindo, vai descendo por aquela fissura. O sangue foi pro saco e inchou pra cacete”, completou ele.

Giba conta que não ficou preocupado em não ter mais ereção. “Meu desespero não foi esse. Primeiro, tinha que entender o que é, por que isso está ardendo e queimando. Uma hora e meia depois, já estava tudo roxo, grande para caramba. Aí, eu achei que tinha que ir ao médico e pensei: ‘O que eu vou falar no médico?’. Levei dois dias ainda para ir ao médico. Eu não sabia o que falar”, lembrou.

Giba disse que enquanto aguardava para ir ao médico a situação só foi piorando e que o “tamanho de saco” não parava de aumentar. “Estava grande para cacete. Eu colocava as duas mãos e não dava para segurar. Ficou bem inchado e o médico colocava gelo direto. Ele falou que era normal acontecer, que entre quatro a dez pessoas acontecia isso. Ele explicou que o termo certo não era quebrar porque não é um osso e sim um músculo, mas que literalmente se chama ‘quebrar o pênis’”,explicou ele.

Para resolver o problema, Giba deveria operar, porém acabou não fazendo a intervenção. “Na verdade, você tem que costurar aquilo ali. Tem que fazer uma cirurgia para parar de sangrar, mas como o meu já tinha feito dois dias depois de abrir uma fibrose, o médico achou melhor não abrir. O médico disse que tem vários lugares em que ele pode quebrar. Se for no meio, aí não tem jeito: tem que operar. No meu caso, foi embaixo, na base, então não vai ficar torto, não vai ficar porra nenhuma. Continua igual, porque foi na base e não no meio”, disse.

Giba explicou ainda que na época optou por não divulgar o ocorrido, que acabou o tirando da Liga Mundial. “Na época, saiu que era um problema no ombro. É melhor, né?”, avaliou.


Fonte: Bastidores da TV

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *