Últimas

Expectativa do consumidor medida pela CNI sobe 1% em outubro

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) subiu 1% em outubro na comparação com setembro, atingindo 97,3 pontos, segundo dados divulgados hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O resultado reverte parcialmente a queda de 2,6% do mês anterior. “Isso mostra que os brasileiros estão menos pessimistas”, destaca a CNI. Apesar disso, o indicador continua 13,1% menor que o registrado em outubro do ano passado e 11,4% inferior à média histórica, que é de 109,9 pontos.

De acordo com a pesquisa, parte do aumento do Inec é resultado da melhora das perspectivas em relação à inflação e ao desemprego. Em outubro, o índice de expectativa de inflação aumentou 1,1% e o de expectativa de desemprego subiu 5,8% na comparação com setembro. Pela metodologia da pesquisa, quanto maior o índice, maior é o número de pessoas que apostam na queda dos preços e do desemprego nos próximos meses.

O documento destaca ainda que, motivados pela proximidade das festas de fim de ano, os brasileiros estão dispostos a aumentar as compras de bens de maior valor. O índice que mede as expectativas em relação às compras subiu 3% em relação a setembro.

Os consumidores, no entanto, estão mais preocupados com suas finanças. O índice de expectativas em relação à renda pessoal caiu 1,3% (quanto menor o indicador, maior é o número de pessoas que espera queda na renda). O índice de endividamento recuou 1 3% e o de situação financeira teve queda de 1,9% na comparação com setembro. Segundo a CNI, a queda nos índices indica aumento de endividamento e piora das condições financeiras, o que foi motivada pela crise econômica, na avaliação do economista da CNI Marcelo Azevedo.

A pesquisa da CNI, feita em parceria com o Ibope, ouviu 2.002 pessoas em 140 municípios entre os dias 16 e 21 de outubro.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *