Últimas

Família de soldado russo morto na Síria nega que ele tenha se suicidado

Rusia (AFP) – A família do primeiro soldado russo morto na Síria negou nesta quarta-feira a versão divulgada pelo exército, que alega que ele teria cometido suicídio.

“Não foi um suicídio”, assegurou Ekaterina, 14 anos, a irmã do militar, que viu o corpo do irmã pouco antes de o enterrarem em sua cidade natal no sul da Rússia.

Segundo o exército, Vadim Kostenko, um técnico militar de 19 anos, enforcou-se durante sua permanência na base aérea da Hmeimim, no noroeste da Síria. Os investigadores asseguram que ele tinha problemas com uma namorada.

Porém, a família e os amigos de Vadim negam essa hipótese. “Seu corpo chegou na noite passada. Tinha marcas ao redor do pescoço”, explicou Eikaterina.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *