Últimas

Faturamento da indústria de máquinas sobe 2,1% em setembro, diz Abimaq

A indústria de máquinas e equipamentos nacional faturou R$ 6,663 bilhões em setembro deste ano, alta de 2,1% ante agosto e recuo de 16,9% na comparação com setembro do ano passado, mostram dados divulgados nesta quarta-feira, 28, pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Com os resultados, o faturamento acumulado em 2015 até setembro é de R$ 64,911 bilhões, montante 9,0% menor do que o de igual período do ano passado.

De acordo com dados da Abimaq, o consumo aparente do setor – ou seja, indicador que mede a produção interna mais importações e exclui exportações – totalizou R$ 9,784 bilhões em setembro, o equivalente a queda de 10,6% em relação a agosto e retração de 19,4% na comparação com o mesmo período de 2014. Com isso, o consumo aparente acumulado nos nove primeiros meses de 2015 totaliza R$ 100,349 bilhões, 5,8% a menos frente ao mesmo intervalo do ano passado.

Déficit comercial
A Abimaq também informou que o déficit comercial da indústria de máquinas e equipamentos nacional ficou em US$ 617,39 milhões em setembro deste ano, queda de 40,1% ante o déficit de agosto e recuo de 50,6% na comparação com o saldo negativo de setembro do ano passado.

A diminuição do déficit foi resultado de exportações que somaram US$ 680,68 milhões no mês, montante 21,9% maior do que o registrado em agosto, mas 7,5% inferior ao anotado em setembro de 2014. Já as importações de máquinas e equipamentos somaram US$ 1,298 bilhão, queda de 18,3% sobre o resultado de agosto e recuo de 34,6% ante o nível alcançado em igual mês do ano passado.

No acumulado do ano até setembro, as exportações caíram 19,1%, para US$ 5,847 bilhões, e as importações apresentaram queda de 20,4%, para US$ 14,887 bilhões, ambas na comparação com igual período de 2014. O déficit acumulado é de US$ 9,04 bilhões, baixa de 21,2%.

Nuci
Conforme a Abimaq, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) da indústria de máquinas e equipamentos nacional ficou em 66,2% em setembro, 1,2 ponto porcentual menor do que o verificado em agosto (67,4%) e 10,1 pontos porcentuais inferior ao registrado no mesmo mês do ano passado (76,3%).

De acordo com a entidade, a carteira de pedidos do setor caiu 2 6% em setembro ante agosto e recuou 24,6% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Emprego
Os dados da Abimaq mostram também que o setor encerrou o mês de setembro com 322 mil empregados, quantidade 1,4% menor do que em agosto e 10,4% mais baixa do que em setembro de 2014. Segundo a Abimaq, o setor já fechou mais de 37 mil postos de trabalho nos últimos 12 meses.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *