Últimas

Governo de Pernambuco vai vender terrenos para garantir receita extra

O governo de Pernambuco vai colocar à venda, por meio de leilão e concorrência pública, um lote de 17 terrenos que pertencem à administração estadual. Os imóveis estão situados em municípios da Região Metropolitana e do interior. A medida faz parte do pacote de ajuste que o governador Paulo Câmara (PSB) anunciou em setembro para aumentar a receita e reforçar o caixa em 2016. A expectativa é de que, no mínimo, R$ 30 milhões, sejam arrecados com a iniciativa.

Ao falar sobre a venda dos terrenos, o secretário de Administração Milton Coelho afirmou que o processo da está na fase de preparação dos documentos. “Acreditamos que essa operação deverá acontecer no próximo ano.” Dentro do programa de contenção de despesas, o governo também está fazendo readequações de serviços oferecidos à população. “Cada secretaria está analisando onde pode enxugar. Estamos fazendo isso com cuidado”, frisou.

A Secretaria de Saúde estudando e conversando com Organizações de Saúde (OS), que gerenciam as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), para readequar os plantões. O novo horário das equipes será redesenhado de acordo com a demanda de pacientes. Segundo a assessoria de imprensa, algumas unidades terão o serviço reduzido. A pasta esclarece que as medidas só serão adotadas quando o mapeamento da rede terminar e “com a garantia de serviços que absorvam eventuais necessidades”. As mudanças atingirão a área de odontologia.

O Museu Cais do Sertão, no Recife Antigo, inaugurado em 2014, teve o horário de funcionamento reduzido e o contrato com o Instituto de Desenvolvimento e Gestão revisto. O acordo previa 18 meses de vigência e foi readequado este ano. O valor foi reduzido em 27%, passando a R$ 6,4 milhões.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico informa que foi negociada uma extensão de contrato por mais três meses, passando a valer até dezembro de 2015. Para o próximo ano, uma nova licitação será feita para a escolha do novo gestor. “Em um ano desafiador, cumprimos tarefa designada pelo governador Paulo Câmara de sentar com nossos principais parceiros e readequarmos os contratos de maior relevância no orçamento”, enfatizou o secretário Thiago Norões.

Segundo ele, para promover as mudança no Cais do Sertão houve um cuidado especial para manter o padrão da qualidade do equipamento. “Muito além do simples corte de gastos, promovemos a otimização dos recursos públicos”, disse o secretário.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *