Últimas

Inteligência artificial pode diagnosticar doenças no raio-X

Uma empresa da Austrália quer usar o Aprendizado Profundo para diagnosticar doenças através de análises de raio-X. O “Deep Learning”, ou Aprendizado Profundo, é capaz de superar o mecanismo de inteligência artificial e até as habilidades humanas.

O software desenvolvido pela Enlitic é projetado para ajudar os radiologistas a analisarem imagens de maneira mais rápida e com menos chances de erros.

Como funciona?

O programa analisa cada arquivo obtido para ter certeza que a imagem coincide com o que os médicos dizem que é. Em seguida, ele começa a buscar anomalias na imagem, como nódulos e manchas escuras.
De acordo com o que é encontrado, o sistema atribui uma prioridade para o raio-X e a encaminha para um médico especialista. Caso não encontre nenhuma anomalia, o raio-X será classificado como de prioridade baixa.

Depois de encaminhar ao radiologista, o programa ainda pode gerar um texto automático com todos os detalhes encontrados na imagem, para ajudar o médico a reportar o diagnóstico.

A companhia anunciou que vai começar a testar o sistema, em parceria com uma clínica nacional de radiologia, em todo o território australiano.

Via Wired

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *