Moradores e veranistas denunciam arrombamentos na Praia do Sossego

Foto: Reprodução/ WhatsApp
Foto: Reprodução/ WhatsApp

Moradores e veranistas da Praia do Sossego, em Itamaracá, estão assustados com a onda de arrombamentos que atinge a localidade. “Ninguém suporta mais tanta violência”, disse uma das vítimas, que não quis se identificar. Pelo WhatsApp do Diario de Pernambuco, o leitor informou que bandidos arrombaram a sua residência pelo telhado e forçaram também as grades de uma das janelas.

Foto: Reprodução/ WhatsApp
Foto: Reprodução/ WhatsApp

Violência – Casos de arrombamentos e até sequestros têm sido registrados também no litoral sul de Pernambuco. Em setembro, duas casas de veraneio foram arrombadas no Condomínio Enseadinha, em Serrambi. Os imóveis estavam vazios, quando os assaltantes invadiram o local. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Plantão de Porto de Galinhas. Os imóveis foram revirados. Em uma das casas, eles levaram duas garrafas de uísque fechadas e o sistema de som.
Uma semana antes, cinco homens foram presos em flagrante por suspeita de manter uma família refém dentro da própria casa em Enseada dos Corais, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife (RMR). As vítimas contaram à polícia que os assaltantes, armados, invadiram o imóvel e exigiram objetos e a chave do carro. Após a fugirem em um táxi, eles foram presos pela Polícia Militar (PM) no pedágio da rodovia. Com eles, foram apreendidos um revólver calibre 38, munições e celulares.O taxista que deu fuga à quadrilha também foi preso. Todos foram encaminhados à delegacia do Cabo de Santo Agostinho e autuados em flagrante por roubo. sendo encaminhados ao Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel), em Abreu e Lima.
No da oito de setembro, veranistas que passaram o feriadão de sete de setembro na praia de Serrambi, em Ipojuca, litoral sul de Pernambuco, também viveram momentos de terror. Por volta das 20h, a casa onde parentes e amigos estavam hospedados foi invadida por quatro assaltantes armados.As vítimas, entre elas um bebê de sete meses de idade, estavam conversando no terraço do imóvel, quando foram surpreendidas pelo grupo, que pulou o muro da casa. Todos foram mantidos reféns, enquanto os suspeitos roubavam objetos de valor como smartphones e relógios.Em seguida, um dos assaltantes resolveu entrar na casa levando um homem como refém, acordando, em um dos quartos, uma menina de oito anos que se deparou com o avô sendo ameaçado com uma arma. A mãe da criança contou que o assalante chegou a ameaçar matar a menina. Ao tentar proteger a neta, o avô foi agredido pelo grupo, que também passou uma faca no rosto de uma das mulheres. Uma das vítimas, isolada em um dos cômodos, conseguiu ligar para o 190, mas quando os policiais militares chegaram ao local, o grupo já havia fugido.

Os donos da casa prestaram queixa na Delegacia de Porto de Galinhas, acrescentando não se tratar de um caso isolado. Cerca de 15 dias antes, um imóvel em Ponta de Serrambi havia sido assaltado. Um mês antes, outro crime semelhante já havia sido registrado em Enseadinha. Veranistas e moradores também se queixam de desaparelhamento da polícia, que contava com apenas uma viatura da Polícia Militar no sábado passado para fazer rondas em Serrambi e em praias vizinhas.

No dia 19 de abril deste ano, outra família foi feita refém por um grupo de assaltantes, desta vez em uma casa localizada no loteamento Sol Nascente, em Tamandaré, no Litoral Sul. Segundo a Polícia Civil, a ação foi realizada por três homens, que levaram objetos pessoais das vítimas e uma quantia de aproximadamente R$ 3 mil.A residência seria de um policial militar, que deu voz de prisão aos assaltantes no momento da fuga. Eles chegaram a trocar tiros, e os dois bandidos ficaram feridos: José Venâncio dos Santos, 19, Samuel Figueiredo de Albuquerque, 18. “Um deles, o Samuel, ainda permanece sob custódia no Hospital da Restauração (HR). O outro foi levado para o Dom Hélder e prestou depoimento na delegacia”, explicou o delegado Davi Medeiros. Ele foi levado, em seguida, para a penitenciária de Palmares. O terceiro suspeito ainda é procurado pela polícia.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *