Últimas

Pesquisa revela que 31% dos usuários móveis aceitam compartilar dados pessoais com empresas

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Uma pesquisa da Deloitte chamada Pesquisa Global do Consumidor Móvel revelou como usuários brasileiros se comportam em relação às políticas de privacidade e compartilhamento de dados pessoas com as empresas. De acordo com o relatório, dentre os 2 mil brasileiros entrevistados nas cinco regiões do país, 31% das pessoas aceitam compartilhar seus dados com empresas. 17% diz que não faz nenhuma restrição à coleta de seus dados.

De fato, não é surpresa que os usuários no Brasil não se preocupem tanto essas questões. Enquanto companhias como a Apple faz discursos sobre a importância da privacidade, e pesquisadores de segurança de outros países fazem alertas a respeito das políticas de empresas de softwares e aplicativos que recolhem dados de seus usuários, muitas vezes sem que eles tenham conhecimento disso, é comum vermos frases como “se quiser privacidade, não use internet”. Ou seja, há um aparente senso comum, ao menos uma certa predominância do discurso em comentários, de que o compartilhamento de dados pessoais é uma consequência da tecnologia.

Entre os políticos, nem todos pensam assim. Há uma proposta que visa proteger os dados pessoais dos usuários brasileiros, que se opõe às tentativas de aprovação do PL Espião. A proposta é que o usuário tenha a garantia de que será informado sobre o uso que as empresas fazem de seus dados, garante que tenham o direito de se opor à utilização desses dados e de não ter suas informações fornecidas a terceiros e permite que o usuário tenha o direito de saber como seus dados estão sendo utilizados.

De acordo com a notícia publicada pelo Convergência Digital, não há nenhuma informação obtida pela pesquisa que indique os motivos pelos quais 31% dos usuários não estão preocupados em compartilhar seus dados com empresas. Uma vez que esses motivos podem variar bastante, seria interessante para uma compreensão mais ampla dessa questão em nosso mercado. Também não há nenhum dado referente a como os usuários pensam em relação ao compartilhamento de dados com o governo, que é uma outra instância e leva a outras questões e problemáticas.

No entanto, dentre os 31%, há a preferência de que possam escolher quais as informações serão compartilhadas. 17% diz que não faz nenhuma restrição à coleta de seus dados.

A pesquisa recolheu outros dados, como os que revelam que 57% dos brasileiros donos de smartphones acessam o dispositivo menos de 5 minutos depois de acordar e durante o restante do dia olham em média seus aparelhos 78 vezes. As mulheres verificam seus dispositivos 89 vezes e os homens 69. Os mais jovens, como é de se esperar, checam o smartphone 101 vezes por dia, o dobro dos que têm entre 45 e 55 anos.

Além disso, o levantamento indicou que 40% prefere usar o celular para assistir a vídeos curtos em vez laptop, tablet ou desktop. É também é o meio favorito de obter informações nas redes sociais, com 55%; para tirar fotos, são 67%. 17% usa os smartphones diariamente para fazer operações bancárias.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *