Últimas

Recife proíbe fogos de artifício e shows pirotécnicos em ambientes fechados

Enfim, o Recife proibiu o emprego de fogos de artifício e a realização de shows pirotécnicos em bares, teatros, boates e espaços fechados destinados a eventos fechados. A Lei 18.172, de 2015, entrou em vigor dois anos e quase nove meses após a tragédia da Boate Kiss, em Santa Maria, Rio Grande do Sul, onde morreram 242 pessoas, vítimas de queimaduras, asfixia e complicações pela inalação de gases. Embora tenha demorado a valer, a nova legislação, publicada no último Diário Oficial do município, determina multas que podem ser consideradas pesadas financeiramente para estabelecimentos de pequeno e médio portes, contudo leves diante dos danos que um acidente do tipo pode provocar. O desembolso para as empresas será de R$ 5 mil, em casos de primeira infração, e de R$ 10 mil, para uma segunda. A suspensão temporária do alvará de funcionamento, por seis meses, está prevista no registro de uma terceira infração, enquanto a definitiva apenas em uma quarta. Acidentes graves inexistiram na cidade após o caso da Boate Kiss, em janeiro de 2013, e que assim continue. A inexistência deles se deu graças ao endurecimento da fiscalização de órgãos estaduais e municipais e, em dose menor, do despertar dos empresários para a necessidade de se investir em segurança. Evitá-los depende da continuidade desses dois elementos, afinal tendemos a esquecer das tragédias à medida que nos distanciamos temporalmente.

Lugar proibido

Falta estacionamento no Recife, mas também consciência dos condutores. Na calçada de uma clínica odontológica da Avenida João de Barros, no Espinheiro, a motorista parou o veículo na rampa para pessoas com deficiência. Cadeirantes fizeram malabarismo para entrar na clínica.

Calçada ocupada

Se as vagas estão ocupadas, os motoristas que vão a empresas da Rua Heitor Maia Filho, na Madalena, não pensam duas vezes. Eles estacionam os carros no trecho das calçadas reservados aos pedestres. A esses, duas saídas: caminham nos espaços minúsculos deixados ou seguem para o meio da rua.

Ladrões de celular

Nem as vendedoras de laranja escapam dos ladrões na BR-232. No Curado, aproximam-se de moto, perguntam o preço e pedem aos ambulantes para que façam uma ligação. A desculpa para o pedido é de que vão perguntar a familiares se querem a fruta. E fogem ao receber o celular.

Toque de recolher

Os moradores dos bairros da Nova Descoberta e da Sudene, em Escada, viveram ontem um dia de toque de recolher. Eles fecharam as portas pela manhã, quando souberam que a polícia teria prendido dois integrantes de um dos grupos que disputa o comércio de drogas no município.

Parceria científica

O navio francês Antea aporta hoje no Recife, onde será assinado um protocolo de intenções de cooperação científica, tecnológica e cultural entre o Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimenteo (IRD), da França, e a UFRPE. A embarcação chega à cidade após um mês de pesquisas no mar nordestino.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *