Últimas

Sindspem convoca assembleia para trabalhadores da Educação

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Penedo (SINDSPEM) informa que realizará na próxima terça-feira, 27, uma assembleia geral extraordinária com trabalhadores da Educação. A assembleia acontece no auditório Joaquim Reis de Santana, com primeira chamada às 14h30.

Às vésperas de completar cinco meses de paralisação na rede municipal de Educação e passados mais de 20 dias da audiência pública promovida pela Câmara de Vereadores, a Prefeitura de Penedo não tem projeto de lei encaminhado ao Poder Legislativo com o reajuste salarial sugerido pelo Ministério Público Estadual.

A proposta que o Prefeito Március Beltrão disse ter levado para a audiência pública realizada em 1º de outubro precisava ser corrigida, conforme explicou o gestor municipal na oportunidade. Reparada ou não, a proposta protocolada na Câmara ainda naquela data estabelecia os 7% de aumento para professores, sem nenhum percentual para as demais categorias e nem pagamento retroativo à data-base.

Em que pese a ausência da inclusão do retroativo nos debates feitos durante a audiência pública sobre a greve, o ‘ponto de discórdia’ questionado pelo gestor municipal consta nos ofícios das reivindicações permanentes feitas pelo SINDSPEM.

Ao contrário das alegações do governo, a paralisação na rede municipal de Educação não tem motivação política. Não somos intransigentes e nem agimos motivados por raiva ou birra. Antes disso, procuramos sempre o caminho do diálogo, muito além do discurso, inclusive com ações práticas como a proposta de parcelamento do retroativo encaminhada quinta-feira, 15, ao Poder Executivo, com cópia ao MPE e Câmara de Vereadores.

Buscando sempre a intermediação de instituições como Ministério Público e Poder Legislativo para desenvolver as negociações com bom senso, o SINDSPEM lamenta que até a última quinta-feira, 22 de outubro, o Prefeito Március Beltrão não tenha encaminhado nova proposta sobre a greve já que o projeto protocolado no dia 1º de outubro foi devolvido pelos vereadores ao Poder Executivo.

Contudo, parece que foi preciso – mais uma vez – a intervenção de mais uma instituição democrática, desta vez a imprensa, para que o Prefeito de Penedo indicasse o que pretende fazer. Durante entrevista o gestor declarou que enviaria a proposta ainda nesta sexta-feira, 23, para a Câmara de Vereadores.

A informação do prefeito veio somente após ser questionado sobre a ausência de um novo encaminhamento de proposta ao Poder Legislativo, cobrança que também ocorre entre os vereadores, conforme os discursos feitos no plenário.

Iremos aguardar a confirmação do envio do projeto e discutir com os trabalhadores na assembleia geral da próxima terça-feira, 27.

Ao mesmo tempo, informamos que a folha dos conveniados de agosto será paga integralmente até a primeira semana de novembro. Ou seja, apenas um mês ficará em aberto, prova de uma gestão sindical compromissada com o funcionalismo municipal e os parceiros do SINDSPEM.

Também aproveitamos a oportunidade para informar que temos ações a serem judicializadas em favor dos 111 vigilantes da Prefeitura de Penedo, do adicional de periculosidade ao pagamento por tempo de serviço. Na próxima semana, agentes de saúde e agentes de endemias reúnem-se conosco para discutirmos questões específicas de cada categoria.

Por fim, o SINDSPEM informa que a quitação do débito com o FGTS dos servidores do sindicato e que o parcelamento da dívida do quadro próprio do SINDSPEM com o INSS é rigorosamente cumprido. Assim, respeitamos os nossos servidores e avançamos no longo trabalho de recuperação da credibilidade do sindicato.

Quando os interesses estão acima de disputas políticas, os resultados aparecem, independente de pressões institucionais ou cobranças públicas. Nossos compromissos estão sendo honrados, no papel e na palavra.

 

Por Assessoria

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *