Sport enfrenta o São Paulo por fim de tabu, para dormir no G4 e secar rivais no domingo

Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

Embalado por três vitórias seguidas, Leão tenta quebrar tabu contra o São Paulo e dormir terminar o dia no G4

Saiba mais

São muitos os fatores que fazem o duelo do Sport contra o São Paulo, às 16h deste sábado (horário do Recife), ter contornos de decisão. Em meio aos tabus a serem superados pelo Leão, o foco principal está no retorno ao G4. Pela primeira vez desde a 16ª rodada, os rubro-negros têm chances reais de retornar à zona de classificação à Libertadores. Com três pontos entrariam no seleto grupo e passariam o domingo secando o Internacional e o Santos para não sair dele. Antes, terão que superar um adversário direto na disputa e o histórico trauma de nunca ter sequer pontuado jogando contra o Tricolor, no estádio Morumbi.

Em 15 jogos, foram 15 derrotas (some-se aí mais um jogo no Pacaembu, em 1977, onde também saiu derrotado). Os dados do passado são colocados de lado por atletas e técnico em detrimento à boa fase vivida pelo Leão. Vindo de uma sequência de três vitórias seguidas, a equipe pode chegar pela primeira vez na era dos pontos corridos a somar uma quarta vitória consecutiva – algo que não acontece desde o Brasileiro de 2000 (na Copa João Havelange). De quebra, obviamente, colocaria neste 33ª rodada, fim ao tabu jogando na capital paulista.

Tranquilo, “com os pés no chão”, como ressaltou ele próprio, o técnico Falcão optou pela neutralidade. Nem empolgação com o bom momento da equipe nem muito menos temor pelo tabu. Convicto no seu trabalho, o treinador seguiu o mantra de fazer bem a sua parte. “O tabu é uma realidade, mas não significa que isso vá se confirmar. Não é o que me foca. O que nos foca é jogar bem”, afirmou. “Esse negócio de tabu, o jogador não se liga tanto. O ambiente está bom, leve e para manter isso tem que ganhar do São Paulo”, acrescentou Samuel Xavier.

Secadores ligados: Náutico, Santa Cruz e Sport torcem contra rivais

Não existe uma descrição para essa imagem ou galleria

Saiba Mais
Outro detalhe curioso na rodada trata da marca de pontos que o Sport pode atingir hoje. Se chegar aos 52 pontos, o clube igualaria a sua melhor pontuação na “era dos pontos corridos”, quando chegou à marca em 2008 e 2014. Agora, com todas as chances de ultrapassar o recorde. Pela frente, primeiro, o tabu paulista.

Os jogos para
secar no domingo

Santos (4º) x Palmeiras (8º)
Goiás (18º) x Internacional (6º)

São Paulo
Em meio ao caos político que vive, o São Paulo viu as coisas piorarem na última quarta-feira, ao ser eliminado da semifinal da Copa do Brasil, pelo Santos. De quebra, o time ainda perdeu na partida o seu capitão. O goleiro Rogério Ceni sofreu uma lesão no ligamento do tornozelo e está vetado para enfrentar o Sport. O técnico Doriva confirmou Denis como substituto. Após treino fechado, o treinador não confirmou o ataque. Luis Fabiano e Alan Kardec disputam uma vaga ao lado de Alexandre Pato.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO
Denis; Bruno, Lucão, Lyanco e Matheus Reis; Rodrigo Caio, Michel Bastos, Thiago Mendes e Paulo Henrique Ganso; Alexandre Pato e Luis Fabiano (Alan Kardec). Técnico: Doriva.

SPORT
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ewerton Páscoa e Renê; Rithely, Wendel, Marlone, Diego Souza e Élber; André. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Estádio: Morumbi, em São Paulo. Horário: 16h (horário do Recife). Árbitro: Wager Reway (MT). Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) Bruno Raphael Pires (GO).

Fotos: O péssimo retrospecto do Sport jogando fora contra o São Paulo




  • Telefoto AG

    06/03/1983 - São Paulo 3x1 Sport (Taça Ouro) - Sob o comando do técnico Adelson Vanderlei, o Leão entrou em campo no Morumbi com País; Betão, Sabará, Marião, Augusto; Givanildo, Merica, Edson, João Carlos (Wilson Carrasco) e Roberto Cearense (Denô). Saiu atrás logo aos 13 minutos de jogo: Renato marcou para o Tricolor. Oito minutos depois, Careca ampliava. O Rubro-negro ainda diminuiu com Joãozinho mas, ainda no primeiro tempo, Careca deu números finais ao confronto.
  • Francisco Silva/DP/D.A.Press

    30/04/1983 - São Paulo 2x0 Sport - Na mesma edição da Taça Ouro, o Leão enfrentou o Tricolor por uma segunda vez e, de novo, saiu derrotado. Então comandado por Givanildo Oliveira, o time rubro-negro era formado por País; Betão, Bianchi, Marião, Antenor; Wilson Carrasco, Merica, Denô; João Carlos, Joãozinho, Roberto Cearense (Jorge Campos). Os gols do jogo foram marcados por Heriberto Cunha e Darío Pereyra.
  • Francisco Silva/DP/D.A.Press

    30/04/1983 - São Paulo 2x0 Sport - Na mesma edição da Taça Ouro, o Leão enfrentou o Tricolor por uma segunda vez e, de novo, saiu derrotado. Então comandado por Givanildo Oliveira, o time rubro-negro era formado por País; Betão, Bianchi, Marião, Antenor; Wilson Carrasco, Merica, Denô; João Carlos, Joãozinho, Roberto Cearense (Jorge Campos). Os gols do jogo foram marcados por Heriberto Cunha e Darío Pereyra.
  • Francisco Silva/DP/D.A.Press

    05/10/1986 - São Paulo 3x2 Sport - Pela primeira fase do Campeonato Brasileiro, o Leão viajou à capital paulista e foi a campo com Paulo César Borges; Gassem, Cléber, Heraldo; Betão, Henágio (Cléo), Rogério, Edel; Joãozinho, Adilson, Pitico (Neto). Mas o time do técnico Ênio Andrade não resistiu ao Tricolor, que venceu com Silas, Müller e Careca. Edel e Adilson descontaram para os rubro-negros.
  • Francisco Silva/DP/D.A.Press

    05/10/1986 - São Paulo 3x2 Sport - Pela primeira fase do Campeonato Brasileiro, o Leão viajou à capital paulista e foi a campo com Paulo César Borges; Gassem, Cléber, Heraldo; Betão, Henágio (Cléo), Rogério, Edel; Joãozinho, Adilson, Pitico (Neto). Mas o time do técnico Ênio Andrade não resistiu ao Tricolor, que venceu com Silas, Müller e Careca. Edel e Adilson descontaram para os rubro-negros.
  • Francisco Silva/DP/D.A.Press

    05/10/1986 - São Paulo 3x2 Sport - Pela primeira fase do Campeonato Brasileiro, o Leão viajou à capital paulista e foi a campo com Paulo César Borges; Gassem, Cléber, Heraldo; Betão, Henágio (Cléo), Rogério, Edel; Joãozinho, Adilson, Pitico (Neto). Mas o time do técnico Ênio Andrade não resistiu ao Tricolor, que venceu com Silas, Müller e Careca. Edel e Adilson descontaram para os rubro-negros.
  • Telefoto Roberto Pereira

    28/04/1991 - São Paulo 2x0 Sport - Gilberto; Givaldo, Ailson, Márcio Alcântara, Glauco; Ataíde, Moura, Dinho (Mirandinha), Agnaldo, Lopes; Hélio (Fábio). Comandado por Arthur Bernardes, este foi o time do Sport que foi ao Morumbi e, pelo Campeonato Brasileiro, foi derrotado pelo Tricolor. Os gols dos donos da casa foram marcados por Raí e Müller.
  • Telefoto Roberto Pereira

    28/04/1991 - São Paulo 2x0 Sport - Gilberto; Givaldo, Ailson, Márcio Alcântara, Glauco; Ataíde, Moura, Dinho (Mirandinha), Agnaldo, Lopes; Hélio (Fábio). Comandado por Arthur Bernardes, este foi o time do Sport que foi ao Morumbi e, pelo Campeonato Brasileiro, foi derrotado pelo Tricolor. Os gols dos donos da casa foram marcados por Raí e Müller.
  • Telefoto Roberto Pereira

    28/04/1991 - São Paulo 2x0 Sport - Gilberto; Givaldo, Ailson, Márcio Alcântara, Glauco; Ataíde, Moura, Dinho (Mirandinha), Agnaldo, Lopes; Hélio (Fábio). Comandado por Arthur Bernardes, este foi o time do Sport que foi ao Morumbi e, pelo Campeonato Brasileiro, foi derrotado pelo Tricolor. Os gols dos donos da casa foram marcados por Raí e Müller.
  • Vidal Cavalcante/AE

    05/10/1997 - São Paulo 4x2 Sport - Foi um jogo agitado no Morumbi. Pelo Campeonato Brasileiro, tricolores e rubro-negros proporcionaram um ótimo entretenimento ao público no estádio. Mas o resultado foi o de sempre: derrota rubro-negra. O técnico Eduardo Amorim mandou a campo um time com Bosco; Cássio (Marcinho Rocha), Alexandre Lopes, Ildo, Dedé; Leomar (Luís Müller), Wallace, Jackson, Juninho Petrolina; Leonardo (Paulo Henrique), Didi. O artilheiro Leonardo deu esperanças à torcida leonina abrindo o placar logo aos 20 minutos da primeira etapa. Reinaldo empatou no início do segundo tempo, mas a tarde parecia mesmo ser do Sport: Didi fez 2 a 1 apenas quatro minutos depois. Não foi, entretanto, dessa vez. O São Paulo veio com tudo e marcou três vezes, com Marcelinho Paraíba e Aristizábal (2), sacramentando a vitória.
  • Epitacio Pessoa/AE

    17/10/1999 - São Paulo 4x1 Sport - Não foi uma partida de futebol. Foi um show de atacante França. Com três gols, o artilheiro arrasou o Sport que foi a campo com Albérico; Dário (Wilson Gottardo), Sandro Blum, Márcio Goiano, Juninho Rodrigues; Wallace, Emerson, Juninho Petrolina, Chiquinho Pernambucano (Leandro Tavares), Nildo (Saulo); Leonardo. O time de Givanildo Oliveira ainda descontou com o zagueiro Márcio Goiano. Além de França, Carlos Miguel também marcou para o São Paulo.
  • Junior Lago/Futura Press

    26/07/2007 - São Paulo 3x1 Sport - Recém-promovido à Série A do Brasileiro, o Leão enfrentou o então campeão nacional com Cléber; Igor, Gustavo Caiche, Durval; Serginho (Dutra), Bilica (Rosembrick), Romerito, Adriano Gabiru, Bruno Recife; Carlinhos Bala, Weldon (Washington). O time comandado por Geninho até saiu na frente, com gol de Weldon, mas viu o Tricolor virar com Leandro, Souza e Rogério Ceni.
  • Gaspar Nobrega/VIPCOMM

    21/06/2008 - São Paulo 1x0 Sport - Ainda de ressaca pelo recém-conquistado título da Copa do Brasil, o Sport foi ao Morumbi e perdeu mais uma vez. O time comandado pelo técnico Nelsinho Baptista foi escalado com Magrão; Gabriel, César, Durval; Diogo, Daniel Paulista, Sandro Goiano (Fábio Gomes), Luciano Henrique (Kássio); Carlinhos Bala, Enílton (Leandro Machado), e foi derrotado graças a um gol de Hugo.
  • Gaspar Nobrega/VIPCOMM

    21/06/2008 - São Paulo 1x0 Sport - Ainda de ressaca pelo recém-conquistado título da Copa do Brasil, o Sport foi ao Morumbi e perdeu mais uma vez. O time comandado pelo técnico Nelsinho Baptista foi escalado com Magrão; Gabriel, César, Durval; Diogo, Daniel Paulista, Sandro Goiano (Fábio Gomes), Luciano Henrique (Kássio); Carlinhos Bala, Enílton (Leandro Machado), e foi derrotado graças a um gol de Hugo.
  • Ale Cabral/Futura Press/AE

    05/08/2012 - São Paulo 1x0 Sport - Em uma tarde pouco inspirada coletivamente para o Leão, o destaque ficou por conta de Magrão. Se o time quase pontuou pela primeira vez no Morumbi, muito se deve ao goleiro, que fez aquela que ele próprio considera sua melhor atuação em dez anos de clube. Pegando até pensamento, ele garantiu o empate até os 33 minutos da 2ª etapa, quando Ademílson aproveitou um rebote depois de uma série de defesas do ídolo - enquanto a defesa assistia ao lance. O gol deixou Magrão irritado: ele chutou a placa de publicidade atrás da barra e reclamou com os companheiros. A escalação rubro-negra definida por Vágner Mancini foi Magrão; Moacir, Diego Ivo, Aílson, Reinaldo; Tobi, Rithely, Willians (Edcarlos), Marquinhos Gabriel (Hugo); Felipe Azevedo, Gilberto (Magno Alves).
  • Gaspar Nobrega/VIPCOMM

    06/12/2009 - São Paulo 4x0 Sport - Na última rodada do Brasileirão, o jogo não valia mais nada para o Leão, que já estava rebaixado à Série B. O Tricolor, que precisava da vitória para garantir uma vaga na Libertadores do ano seguinte, não perdoou: enfiou um 4 a 0 no lanterna do campeonato. Rogério Ceni abriu o placar, mas o espetáculo ficou por conta do atacante Washington, que marcou três gols. Já contando as horas para o ano terminar, o Rubro-negro foi escalado por Levi Gomes com Magrão; Moacir, César, Durval, Dutra; Hamílton, Igor César, Fabiano (Jonas), Fininho (Freire); Wilson, Vandinho (Arce).
  • MAURO HORITA/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

    07/09/2014 - São Paulo 2x0 Sport - Aos sete minutos de jogo, o gol contra de Rithely já parecia um sinal de que a tarde não seria de quebra de tabu. Saindo atrás no placar, o Leão pouco criou e viu Alexandre Pato ampliar aos 25 minutos da 2ª etapa. Na ocasião, Eduardo Baptista escalou Magrão; Patric, Ferron, Durval, Renê; Rithely, Ronaldo (Willian), Ibson; Felipe Azevedo (Neto Moura), Érico Júnior (Mike), Neto Baiano.
  • LUIS MOURA/ESTADÃO CONTEÚDO

    07/09/2014 - São Paulo 2x0 Sport - Aos sete minutos de jogo, o gol contra de Rithely já parecia um sinal de que a tarde não seria de quebra de tabu. Saindo atrás no placar, o Leão pouco criou e viu Alexandre Pato ampliar aos 25 minutos da 2ª etapa. Na ocasião, Eduardo Baptista escalou Magrão; Patric, Ferron, Durval, Renê; Rithely, Ronaldo (Willian), Ibson; Felipe Azevedo (Neto Moura), Érico Júnior (Mike), Neto Baiano.
  • LUIS MOURA/ESTADÃO CONTEÚDO

    07/09/2014 - São Paulo 2x0 Sport - Aos sete minutos de jogo, o gol contra de Rithely já parecia um sinal de que a tarde não seria de quebra de tabu. Saindo atrás no placar, o Leão pouco criou e viu Alexandre Pato ampliar aos 25 minutos da 2ª etapa. Na ocasião, Eduardo Baptista escalou Magrão; Patric, Ferron, Durval, Renê; Rithely, Ronaldo (Willian), Ibson; Felipe Azevedo (Neto Moura), Érico Júnior (Mike), Neto Baiano.
  • MIGUEL SCHINCARIOL/ESTADÃO CONTEÚDO

    07/09/2014 - São Paulo 2x0 Sport - Aos sete minutos de jogo, o gol contra de Rithely já parecia um sinal de que a tarde não seria de quebra de tabu. Saindo atrás no placar, o Leão pouco criou e viu Alexandre Pato ampliar aos 25 minutos da 2ª etapa. Na ocasião, Eduardo Baptista escalou Magrão; Patric, Ferron, Durval, Renê; Rithely, Ronaldo (Willian), Ibson; Felipe Azevedo (Neto Moura), Érico Júnior (Mike), Neto Baiano.
  • RODRIGO GAZZANEL/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    07/09/2014 - São Paulo 2x0 Sport - Aos sete minutos de jogo, o gol contra de Rithely já parecia um sinal de que a tarde não seria de quebra de tabu. Saindo atrás no placar, o Leão pouco criou e viu Alexandre Pato ampliar aos 25 minutos da 2ª etapa. Na ocasião, Eduardo Baptista escalou Magrão; Patric, Ferron, Durval, Renê; Rithely, Ronaldo (Willian), Ibson; Felipe Azevedo (Neto Moura), Érico Júnior (Mike), Neto Baiano.
  • LUIS MOURA/ESTADÃO CONTEÚDO

    07/09/2014 - São Paulo 2x0 Sport - Aos sete minutos de jogo, o gol contra de Rithely já parecia um sinal de que a tarde não seria de quebra de tabu. Saindo atrás no placar, o Leão pouco criou e viu Alexandre Pato ampliar aos 25 minutos da 2ª etapa. Na ocasião, Eduardo Baptista escalou Magrão; Patric, Ferron, Durval, Renê; Rithely, Ronaldo (Willian), Ibson; Felipe Azevedo (Neto Moura), Érico Júnior (Mike), Neto Baiano.

Não existe uma descrição para essa imagem ou galleria

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *