Últimas

Terceirizados do Hospital Geral de Prazeres entram no segundo dia de greve

Foto:Reprodução/ WhatsApp
Foto:Reprodução/ WhatsApp

Trabalhadores terceirizados que atuam nos serviços de limpeza, recepção e lavanderia do Hospital Geral de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, entram nesta quarta-feira no segundo dia de paralisação. Os trabalhadores cruzaram os braços nesta terça-feira, denunciando o atraso de três meses no pagamento de salários, tíquetes alimentação e passagens, os funcionários se mobilizaram em frente à unidade de saúde. Imagens da manifestação foram enviadas para o WhatsApp do Diario de Pernambuco. Esta manhã, a categoria informou que a greve afeta os setores de emergência geral, pediátrica, maternidada e recepção.

Na sexta-feira passada, os vigilantes, auxiliares de portaria, auxiliares de serviços gerais e administrativos do Hemope também cruzaram os braços e se mobilzaram em frente ao prédio sede do hemocentro, no bairro das Graças. Após assembleia, os trabalhadores decidiram aguardar o pagamento dos salários referentes ao mês de setembro até esta quarta-feira, prazo dado pela empresa de terceirização. Caso os salários não sejam pagos até esta data, a categoria pretende realizar uma nova paralisação.

Na última segunda-feira, condutores de ambulância e motoristas terceirizados da Secretaria de Saúde do Recife paralisam as atividades também como forma de protesto contra o atraso no pagamento dos salários. A categoria denunciou ainda perseguições e demissões. Os trabalhadores se concentraram em frente à sede da Prefeitura do Recife, na Avenida Cais do Apolo.

No mesmo dia, os trabalhadores terceirizados que prestam serviço ao Hospital Geral de Areias (HGA) paralisam as atividades e protestaram. A mobilização foi acertada em assembleia, quando a categoria rejeitou a proposta da empresa terceirizada, de parcelar o pagamento do mês de julho em quatro vezes. A mobilização afeta os vigilantes, serviço de marcação de consulta, coleta de sangue e funcionários do setor administrativo da unidade de saúde. Na sexta-feira passada, a categoria protestou em frente ao hospital, no bairro de Areias.
Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *