Últimas

Vídeo de 1997 de Steve Jobs demonstra como ele era bom orador e visionário

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Um vídeo recente na internet, nos ajuda a mostrar um lado bastante interessante do Steve Jobs que é a sua reação aos seus críticos diretos. Este clipe mais abaixo se passa em 1997, e Steve tinha acabado de retornar para a empresa na qual ele foi demitido 12 anos antes. Ele estava em uma rara sessão de Perguntas e Respostas aberta ao público no palco do World Wide Developers Conference da Apple, quando um membro da platéia se levantou e fez uma crítica dura ao CEO.

Mr. Jobs, você é um homem brilhante e influente”, ele começa com um tom neutro. “É bem claro e triste que em vários aspectos do que você está discutindo, fica óbvio que você não entende sobre o que está falando. [Risos da platéia]. Gostaria, por exemplo, que você se expressasse em termos claros sobre como, por exemplo, o Java em qualquer uma de suas encarnações aborda as idéias contidas na criação do OpenDoc. E quando você terminar de falar isso, talvez você possa nos dizer o que você, pessoalmente, tem feito nos últimos sete anos “, diz ele.

Nesse ponto, a platéia ficou em silêncio e alguém ainda grita “Ouch.”, como sinal de que a pergunta tocou em um ferida pessoal. Acompanhe no vídeo abaixo:

[embedded content]

A resposta de Jobs nos cinco minutos que se seguem é uma aula sobre como transformar graciosamente um insulto em um discurso de improviso sobre visão empresarial. Jobs começa respondendo de maneira educada:

“Você sabe, é até possível agradar a algumas pessoas por algum tempo, mas ….”, Jobs fez uma pausa. “Uma das coisas mais difíceis quando você está tentando efetuar uma mudança, é que pessoas como este senhor na plateia estão invariavelmente certas em algumas áreas.”

Ele reconhece que há coisas OpenDoc faz que ele não está familiarizado, mas que isso não o impede de planejar o futuro da Apple.

“A coisa mais difícil é: como isso se encaixa em uma visão coesa, mais ampla, que vai permitir que você venda 8 bilhões de dólares, 10 bilhões de dólares de produto por ano? Você tem que começar com a experiência do cliente e trabalhar a partir dela e apenas aí chegar na parte da tecnologia “. Você não pode começar inventando uma tecnologia e tentar descobrir onde você deve ir para tentar vendê-la. E eu cometi este erro provavelmente mais do que ninguém nesta sala. E eu tenho as cicatrizes para provar isso. E eu sei que é assim que funciona”, disse Jobs.

“É assim que tentamos chegar a uma estratégia e uma visão para a Apple como empresa, ela começa com a seguinte pergunta: ‘Que benefícios incríveis podemos trazer para os nossos clientes? Para onde podemos levá-los? Não faz sentido começar sentando com os engenheiros e descobrindo quais tecnologias impressionantes que temos para vender e depois formular uma razão para o mercado desejá-la. E eu acho que é o caminho certo a tomar”, continuou Jobs.

Ele pede desculpas por matar alguns dos softwares que estavam sendo cobiçados no evento, mas destacou que seu objetivo era levar a empresa para um lugar onde eles poderiam apenas apresentar uma caixa com o logotipo da Apple e deixar todas as pessoas boquiabertas, mais ou menos como a Apple passou a funcionar depois de 2007.

“Erros serão feitos, algumas pessoas vão ficar chateadas, algumas pessoas não sabem direito sobre o que estão falando, mas eu acho que é muito melhor o que estamos tentando fazer do que a velha forma técnica do mercado. E eu acho que nós vamos chegar lá, “Jobs conclui.

Steve poderia ter muitos defeitos, mas não podemos questionar que em termos de mercado e propaganda ele foi absolutamente um visionário. Você poderá ver um pouco mais sobre isso no novo filme sobre Steve Jobs, que estreia em janeiro no Brasil.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *