Últimas

5 estratégias da Microsoft para aumentar a segurança de seus produtos

Em um evento de tecnologia de funcionários do governo dos Estados Unidos, realizado nesta terça-feira, 19, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, afirmou que um dos focos da companhia é aumentar a segurança de seus usuários, tornando a invasão de hackers aos seus produtos cada vez mais difícil, protegendo a privacidade das informações dos clientes e até tornando sua vida mais fácil.
Confira as principais estratégias da companhia nesse sentido:

1. Gastos em segurança
Nadella conta ainda que a empresa deve gastar mais de US$ 1 bilhão por ano em iniciativas relacionadas à segurança, incluindo a aquisição de empresas e funcionários especializados na área.
A companhia também paga aos hackers que encontrarem falhas de segurança em seus sistemas, como acontece com a maior parte das empresas de tecnologia atualmente.

2. Reuniões mensais
Desde fevereiro de 2014, os líderes de segurança da empresa se reunem, uma vez por mês, para discutir as principais tendências do setor e analisar possíveis ameaças.

3. Proximidade
A empresa afirma que eliminou as divisões que separavam os setores de segurança uns dos outros, para que a informação seja compartilhada e o trabalho seja feito em conjunto. Agora, eles ficarão no mesmo espaço físico, em uma tentativa de incentivar a troca de conhecimento.

4. Privacidade
A Microsoft também está tentando limitar o acesso do governo aos dados de seus clientes. Parte dessa estratégia é a construção de centros de dados na Alemanha, para impedir que os Estados Unidos exijam as informações, sob proteção da lei.

5. Sem senhas
“Meu objetivo dentro da Microsoft é acabar com as senhas”, afirmou recentemente Bret Arsenault, diretor de segurança da informação da companhia. Para a empresa, eliminar as senhas pode elevar o nível de segurança dos produtos, já que evita que pessoas mal intencionadas possam acessá-los. Um bom exemplo é o Windows Hello, presente no novo sistema operacional da companhia. O recurso permite desbloquear o computador usando, por exemplo, a impressão digital.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *