Últimas

Apple, Google e Microsoft não concordam em abrir seus sistemas aos governos

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O ITI (Information Technology Industry Council), que representa grandes empresas de tecnologia como Apple, Google e Microsoft, informou no meio desta semana seu posicionamento a respeito da tentativa do governo norte-americano de “invadir” os sistemas operacionais destas empresas para obter dados de usuários suspeitos de crimes e afins. Assim como as respectivas empresas que fazem parte do conselho, o ITI se mostrou contra a ideia do governo.

A discussão passou a ter mais notoriedade na mídia com um caso da Apple onde um tribunal dos Estados Unidos vem tentando conseguir “quebrar” a criptografia do iOS de maneira legal, mas a empresa de Cupertino tem relutado para que isto não aconteça pois pode ameaçar todo seu ecossistema.

Acontece que a Apple vem trabalhando para que o seu sistema seja cada vez mais fechado e longe de possíveis invasões, o que preocupa os Estados Unidos mas conforta os usuários finais pois eles sabem que seus dados podem estar seguros. No entanto, o que também tem causado muita discussão são os ataques em Paris, da semana passada, onde o governo norte-americano tme usado a ideia de que os terroristas utilizam sistemas e aplicativos fechados/criptografados para a troca de mensagens.

E, é claro, com a premissa de utilizar as brechas dos sistemas operacionais móveis para combater crimes, o governo norte-americano vem tentando persuadir estas empresas, porém sem nenhum sucesso (até agora, pelo menos). Os riscos de abrir os sistemas para investigações, tornando mais fácil o acesso a dados de usuários, pode enfraquecer e muito a indústria tecnológica de uma maneira geral, o comércio e a economia do país.

Podemos usar, inclusive, o caso do aplicativo Telegram, que nesta semana foi apontado como um dos canais de comunicação do Estado Islâmico. O aplicativo criptografa suas mensagens enviadas, ou seja, elas não podem ser rastreadas. Se, neste caso, uma brecha for aberta para que as mensagens sejam rastreadas, usuários comuns também podem ter suas vidas expostas para governos, o que definitivamente não será nada saudável para ninguém.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *