Últimas

Argentina investiga presença de 'Chapo' Guzmán na fronteira com Chile

As autoridades argentinas investigavam nesta sexta-feira a veracidade de uma denúncia sobre a presença do narcotraficante mexicano Joaquín “El Chapo” Guzmán em uma localidade da fronteira entre Argentina e Chile, informou o ministério da Segurança.

“Há uma grande atividade da AFI (Agência Federal de Investigações) para verificar a veracidade de uma informação procedente do exterior”, disse à imprensa o vice-ministro da Segurança, Sergio Berni, sobre a suposta presença no país do homem mais procurado dos EUA e do México.

As autoridades chilenas confirmaram ter recebido a mesma informação via imprensa, mas nada de forma oficial.

No final de outubro, militares mexicanos realizaram uma vasta operação na serra de Durango e Sinaloa em busca de Guzmán, que conseguiu escapar de uma prisão de segurança máxima.

Guzmán Loera, considerado o narcotraficante mais procurado do mundo, fugiu da prisão de Almoloya, 90 km da capital mexicana, por um buraco no banheiro de sua cela que dava acesso a um túnel de 1,5 km construído por seus cúmplices.

A fuga em julho foi um duro golpe para o governo do presidente Enrique Peña Nieto, que determinou as detenções do diretor da prisão, da diretora do serviço penitenciário federal e de outros 12 funcionários suspeitos de ajudar Guzmán.

Em setembro, o México emitiu uma ordem de detenção com objetivo de extradição aos Estados Unidos. A captura de Guzmán vale uma recompensa de 3,8 milhões de dólares.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *