Últimas

Ato contra presidente da Câmara acontece em Maceió

O ato público “Fora Cunha”, será realizado, nesta sexta-feira (13), na Praça Centenário, no bairro do Farol, em Maceió. A ação é promovida pelo Movimento Mulheres em Luta de Alagoas (MML/AL) e sindicatos. Os manifestantes se posicionam contra o PL 5069/2013, de autoria do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que impede o atendimento no SUS às vítimas de violência sexual.

O PL 5069/2013 considera violência sexual crimes que “remetem danos físicos e psicológicos”, dificultando o atendimento de saúde. A proposta remove a profilaxia da gravidez às vítimas de estupro no atendimento de saúde e veda às vítimas o fornecimento de informações sobre seus direitos legais e serviços sanitários disponíveis.

O projeto propõe aumentar a pena a profissionais de saúde que tratarem ou mesmo informarem às vítimas de violência de como proceder em caso de desejo de abortar após estupro.

Na legislação atual, se uma mulher relata ter sido vítima de estupro, recebe gratuitamente uma pílula do dia seguinte como medida para evitar a fecundação, é a chamada profilaxia da gravidez – termo que os deputados da base conservadora também querem eliminar da legislação por, para eles, dar a entender que a gestação é tratada como doença.

A integrante do MML Elita Morais informa que protesto também se focará contra a violência às mulheres. Entre 1980 e 2013, foram assassinadas 106.093 mulheres, 4.762 só em 2013. Pelo Mapa da Violência, o Brasil tem uma taxa de 4,8 homicídios para cada 100 mil mulheres, é a quinta maior do mundo, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) que avaliaram um grupo de 83 países.

 

Por Cadaminuto

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *