Últimas

Biohackers querem criar insulina mais barata e de código aberto

Um grupo de biohackers da Califórnia, nos Estados Unidos, quer disponibilizar, pela primeira vez na história, um protocolo aberto para a produção de insulina. Atualmente, 370 milhões de pessoas em todo o mundo necessitam de injeções da substância para controlar a quantidade de açúcar no sangue, já que seu corpo não consegue realizar a tarefa sozinho.

A iniciativa, chamada Open Insulin, foi criada pelo Counter Culture Labs, um laboratório comunitário, para desenvolver de maneira mais barata a insulina genérica.

Como funciona?
O objetivo é produzir e refinar a insulina a partir da bactéria E.coli, registrando o processo para que ele possa ser reproduzido mais tarde. A nova insulina, livre de patentes, pode chegar ao paciente por um preço mais barato.

Os biohackers afirmam ainda que todo o estudo será de domínio público.

Financiamento
Para tirar o projeto do papel, o Counter Culture Labs lançou uma campanha na plataforma de financiamento coletivo de projetos científicos Experiment. Até agora, já foram arrecadados mais de US$ 14 mil, ultrapassando a meta inicial de US$ 12 mil.

Via PartidoPirata

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *