Últimas

Brasil quer taxar sites e aplicativos de aluguel de quartos para as olimpíadas

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Sabemos o quanto a polêmica do Uber agitou o Brasil durante o ano de 2015. Ela foi até mesmo fruto de uma extensa matéria aqui no TudoCelular, onde investigamos os pormenores deste caso. No entanto, outra polêmica similar, embora muito menos falada, está acontecendo no momento, a briga entre os hotéis e sites/aplicativos de hospedagem como o Airbnb.

Basicamente, o problema nesta área é muito parecido, enquanto ter um hotel lhe sujeita a uma série de restrições, supervisões, impostos e etc, alugar um quarto da sua casa para turistas é uma negócio que não só possui um custo praticamente nulo, como não passa por nenhum tipo de certificação. Isso pode estar prestes a mudar no Brasil. Segundo o jornal O Globo, o presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, afirmou que o Brasil junto ao Mercosul está tentando criar uma moção para que o bloco avalie a comercialização digital do turismo, e o texto foi aceito pelo Paraguai, Uruguai, Argentina e Chile.

Uma vez que a mesma seja aprovada, a verdade é que os países do Mercosul não seriam os primeiros a tributar o aluguel de temporada destes sites, centenas de locais ao redor do mundo já estão adotando esta postura, como diversas cidades e distritos dos Estados Unidos, Holanda, Índia e França que optaram por recolher impostos de turismo, variando de 75 centavos de euro por dia até 14,5% do valor total da locação.

Assim como o Uber é o maior fantasma dos taxistas, o Airbnb é um tipo de hospedagem que assusta o setor hoteleiro. A Embratur reconhece a importância deste tipo de novidade para para as Olimpíadas que acontecerão em 2016 no Rio de Janeiro: são mais de 80 mil leitos oferecidos por aplicativos como essa na cidade, praticamente a mesma quantidade oferecida pelos hotéis tradicionais.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *