Últimas

Catador que encontrou pertences de Betty Lago no lixo recebe ajuda de parentes da atriz e deixa as ruas

Uma vida renascida do lixo. Três dias após encontrar memórias da atriz Betty Lago numa lixeira do Leblon, na Zona Sul do Rio, o catador Bruno Jesus Baptista, de 36 anos, ganhou uma segunda chance. Depois de conseguir devolver os pertences à irmã e à sobrinha da atriz, ele decidiu deixar de viver nas ruas e voltar para a casa da mãe, em Niterói, na Região Metropolitana, onde moram também os seus três filhos.

Com uma pequena ajuda financeira que ganhou dos parentes da atriz, morta em setembro, Bruno comprou produtos como barbeador, sabonete líquido e escovas de dentes, e começou a revender o material num posto de gasolina próximo à Central do Brasil.

Bruno Jesus voltou a morar com a família e a se cuidar

Bruno Jesus voltou a morar com a família e a se cuidar Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo

O catador Bruno Jesus no encontro com a irmã da atriz, Joyce, e a sobrinha, Veruska

O catador Bruno Jesus no encontro com a irmã da atriz, Joyce, e a sobrinha, Veruska Foto: Gustavo Azeredo / Agência O Globo

“Decidi que não quero mais viver naquela vida de drogas, dormindo na rua e passando frio e fome. Voltei para casa e estou me entendendo com minha mãe. E também não quero mais sair de perto dos meus filhos. Tive que ter muita força de vontade para abandonar o vício, mas tenho certeza que ter achado os pertences da Betty foi um sinal para que eu tivesse uma nova chance na vida”, disse Bruno, que reapareceu de barba feita, cabelo e unhas cortadas e perfumado.

O próximo passo é juntar um dinheiro para pagar a renovação da sua carteira de motorista. “Veruska, sobrinha da Betty, prometeu me ajudar a conseguir um emprego de motorista. Elas são anjos que Deus colocou na minha vida”, diz ele, que também vai receber ajuda da amiga da atriz, a produtora Sonia Moraes, que é a bebê que aparece na foto encontrada por Bruno na lata de lixo.

Bruno quando encontrou objetos pessoais de Betty Lago num lixo do Leblon

Bruno quando encontrou objetos pessoais de Betty Lago num lixo do Leblon Foto: Michael Sá

Bruno encontrou na semana passada objetos pessoais de Betty Lago, que morreu aos 60 anos no dia 13 de setembro, em decorrência de um câncer na vesícula. Entre os pertences achados numa lixeira no Leblon, estavam cartões de créditos, cartões-postais, agendas telefônicas, cadernetas de anotações, algumas cartas de amigos e uma medalhinha de Nossa Senhora de Fátima. Há ainda uma foto de um bebê e um livro com uma poesia escrita por ela quando tinha 19 anos.

Catador encontra memórias da atriz Betty Lago no lixo

Catador encontra memórias da atriz Betty Lago no lixo Foto: Michael Sá

O material chamou a atenção do catador de lixo, que iniciou uma busca pelos parentes da atriz para devolver os achados. Os pertences foram entregues por ele, no fim de semana, à irmã de Betty, Joyce Lago.

O agora ex-catador de lixo vivia nas ruas da Zona Sul havia dois meses, quando deixou a casa que morava com a mãe e os três filhos, de 8, 6 e 4 anos, por causa das drogas.

Betty Lago deixou saudades ao morrer em setembro de câncer

Betty Lago deixou saudades ao morrer em setembro de câncer Foto: divulgação/ gnt / Agência O Globo

Fonte: Jornal Extra (http://extra.globo.com)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *