Últimas

Cerca de 400 jovens protestam em frente à casa de Eduardo Cunha

Cerca de 400 jovens protestaram contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, em frente à casa dele, na “Península dos Ministros, no Lago Sul, na tarde desta segunda-feira (2). O objetivo do ato era denunciar Cunha, investigado por corrupção, pedir a deposição de seu cargo e reivindicar contra o Projeto de Lei nº 5.069/13, que dificulta o atendimento a vítimas de estupro e criminaliza a venda de meio abortivos.

[embedded content]

Segundo Janderson Barros, um dos integrantes do coletivo de juventude do MST no DF, “as pautas conservadoras do Congresso retiram direitos fundamentais do povo brasileiro, por isso, a necessidade de uma reforma política”. Já Laura Lyrio, da coordenação do Levante, convidou a juventude a protestar contra “o retrocesso brasileiro”: “Não aceitaremos sem lutar projetos como o 5.069, que é uma violência contra o corpo das mulheres, uma das muitas que o Estado comete”.

[embedded content] 

O Projeto de Lei nº 5.069/13 já gerou uma série de manifestações nas principais capitais do país. Em Brasília, ocorreu no último sábado (31/10) e reuniu ao menos 200 pessoas – de maioria feminna. Outras principais capitais do país receberam o protesto, como Recife, São Paulo e Rio de Janeiro, onde reuniu 5 mil mulheres.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *