Últimas

Cidadania europeia para viver na Flórida

A vontade de viver na Flórida está fazendo alguns brasileiros enfrentarem o burocrático processo de obtenção da cidadania europeia. O esforço tem razão de ser: os detentores de dupla cidadania têm mais facilidade de se estabelecer em solo americano. O advogado de imigração Eduardo Costa da Silva, da Godke, Silva & Rocha Advogados, explica que os valores de investimento para concessão de vistos de negócios são bem mais baixos para cidadãos da União Europeia.

Silva diz ter clientes que estão tentando agilizar a obtenção da cidadania europeia com a meta de empreender na Flórida. “No caso da cidadania italiana, seria possível fazer todo o processo pelo consulado brasileiro, mas não é algo que eu aconselho. Acho que vale mais a pena passar uma semana em Roma, gastar o dinheiro com a viagem, para ganhar tempo.”

Organização

É justamente esse caminho que os primos Rahman Perciotta e Flavio Nutty pretendem trilhar nos próximos meses. Eles decidiram vender todos os negócios no Brasil para capitanear a expansão da Ronaldo Academy, projeto de escola de futebol do empresário Carlos Wizard Martins (fundador da rede de idiomas Wizard) e do ex-jogador Ronaldo Nazário. Perciotta e Nutty ficarão responsáveis por organizar a expansão da franquia na Flórida.

A ideia de ambos é acelerar a obtenção da cidadania italiana. Perciotta, que está o processo mais adiantado, já se mudou para Miami. “Meu primo tinha uma empresa de automação e vendeu o negócio para os sócios”, explica Nutty, que ainda mora em Campinas, mas viaja com frequência à Flórida. Os dois pretendem estar prontos para abrir a escola de futebol – cuja mensalidade deverá custar US$ 159 por mês – ainda em 2016. A ideia é captar alunos firmando parcerias com escolas.

Além de lidar com a documentação e os processos necessários para a obtenção da cidadania italiana, Nutty terá também de arranjar compradores para as franquias que ainda mantém em Campinas. Ele é dono de uma loja Poderoso Timão (que vende artigos relacionados ao Corinthians) em um shopping e de duas unidades da Nutty Bavarian. Apesar dos negócios ainda estarem em funcionamento, o empresário diz que a decisão de mudar é definitiva: “Estou aqui agora, mas me mudo para lá no ano que vem.”

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *