Últimas

Criada a partir da Nokia, Jolla não entrega tablets reservados em pré-venda

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Jolla, uma jovem companhia financiada publicamente nos país da Finlândia, parece estar encontrando dificuldades para atender a demanda de um de seus únicos produtos, o tablet, cujo nome é o mesmo da empresa sediada em território Europeu. Em 21 de agosto, a marca finlandesa iniciou a pré-venda do tablet Jolla, permitindo que os interessados reservassem uma unidade do produto, aproveitando descontos por serem adiantados na adquisição e ganhando ‘mimos’ selecionados a dedo pela mesma. Após pouco mais de três meses do início da comercialização da novidade, em contrapartida, a responsável pelo eletrônico ainda não enviou centenas de exemplares encomendados pelos clientes na época inicial de venda.

De fato, o setor financeiro da Jolla está passando por uma situação bem negativa ultimamente, pois ela requiriu um débito para reestruturação de todo o seu departamento, além de demissões temporárias da maioria de seu quadro de funcionários, tentando ao máximo economizar dinheiro e forças com o objetivo de se reerguer no mercado mobile atual. A companhia, nascida das cinzas da Nokia, veiculou um dos projetos mais bem-sucedidos do KickStarter, site que permite a reunião pública de recursos antes de um produto começar a ser fabricado em massa, precisando realizar duas sessões diferentes na ferramenta para equilibrar a quantidade de pedidos. O que torna toda essa ausência financeira bizarra, no mínimo.

O tablet criado pela Jolla, homônimo à empresa, trouxe novidades notáveis ao seu segmento, contando com uma tela IPS de 7.9 polegadas com resolução de 1536 x 2048 pixels (330 ppi), 2 GB de RAM, processador Intel Atom 64-bit com quatro núcleos, rodando a 1,8 GHz, 32 GB ou 64 GB de memória para o armazenamento interno (expansível por meio de cartões microSD), câmera principal e frontal de 5 e 2 megapixels, respectivamente, função nativa de espelhamento de tela, espessura de 7,5 milímetros, peso de 384 gramas, bateria de 4.300 mAh e SailFish OS como sistema operacional, com acesso aos serviços da Google (Play Store, por exemplo). Isto tudo por um preço bem moderado, aumentando ainda mais sua procura.

Completando os temos de valores, o tablet Jolla desembarcou nas prateleiras em duas versões distintas, sendo a mais barata com 32 GB de memória para o armazenamento interno e a mais cara portando 64 GB de espaço nativo, custando 267 e 299 euros, ou 1.053 e 1.180 reais, usando a cotação atual do euro como base de conversão e ignorando os impostos cobrados no Brasil, respectivamente. As quantias mantêm-se moderadas, visto que as especificações técnicas embutidas no modelo são interessantes, além de sua construção ter sido feita por quem entende do assunto, saindo diretamente da Nokia, então é válido aguardar até que a companhia divulgue os detalhes que a levaram a tal situação duvidosa neste setor de tecnologia.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *