Últimas

Dal Pozzo fica satisfeito com atuação do Náutico e nega queda de rendimento no 2º tempo

Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press

Técnico explicou menor intensidade do time na segunda etapa: “Ninguém consegue pressionar os 90 minutos”

Saiba mais

O Náutico fez um primeiro tempo irrepreensível. Pressionou o Paraná e fez dois gols. No segundo, porém, se mostrou acomodado. Não aumentou o placar, mas também não permitiu reação do adversário. Para o técnico Gilmar Dal Pozzo, a atuação do time, em geral, foi aprovada. O treinador alvirrubro negou uma queda de rendimento na etapa final da partida na Arena Pernambuco e disse que a equipe precisou jogar de acordo o que foi exigido.

Embora o Timbu precise aumentar o saldo de gols na Série B (a distância para o Santa Cruz, por exemplo, são só seis gols), Dal Pozzo entendeu que seria impossível o Náutico pressionar durante todo o jogo para aumentar a vantagem. “A gente joga o jogo conforme ele se apresenta. Nos primeiros 32, 33 minutos, fomos de uma intensidade forte. Fizemos dois gols, não deixamos o Paraná respirar. Mas tudo foi treinado. Quando entendemos que tínhamos de propor o adversário a jogar, tinha de ser feito. Ninguém consegue pressionar os 90 minutos”, avaliou o comandante.

Dal Pozzo não deixou de elogiar a vitória e focar no Macaé, adversário da próxima terça-feira, no Rio de Janeiro. “Foi tudo controlado. Alternamos a pressão alta e a pressão baixa. O que foi fundamental foi a postura, o padrão de jogo”, pontuou o técnico. “Estou feliz pela vitória, mas já penso no Macaé. O espaço é curto. Falei para eles (jogadores) comemorarem com a família e cuidar no extracampo. Nossa mentalidade profissional e responsabilidade fora de campo, é para ter cuidado. Eles têm de ter consciência”, emendou.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *