Últimas

Dois suspeitos em fuga provocam tiroteio no campus da UFPE

Dois suspeitos armados invadiram o campus da Universidade Federal de Pernambuco na noite desta quarta-feira. Pelas redes sociais, alunos relataram tumulto e que ouviram barulho de tiroteio. De acordo com a assessoria de comunicação da UFPE, um dos suspeitos foi detido pela segurança do campus com apoio da Polícia Militar, e, alegando ser menor de idade, será conduzido à Central de Flagrantes. Não houve feridos.

Os suspeitos teriam fugido da polícia após uma abordagem de rotina do lado de fora do campus e invadiram por um acesso de pedestres entre os prédios de Fonoaudiologia e Odontologia.

Alex Machado, 23 anos, estudante de Odontologia, estava em aula quando percebeu uma correria do lado de fora do prédio, e de acordo com o que ouviu dos seguranças, dois homens estariam fazendo assaltos do lado de fora invadiram o campus e trocaram tiros com a segurança do campus.

No grupo do Facebook da UFPE, estudantes relataram o tumulto. “Galera, cuidado! Teve tiroteio perto de odonto e farmacia (pelo que os tks falaram), tem muito policial e correria pelo niate do ccb e no nti!”, postou Ana Célia Melo. “Sim, é verdade! Estamos trancados no CCB [Centro de Ciências Biológicas]”, respondeu Hanna Katarina Lopes.

Insegurança constante no campus Recife
Em 2015, na Universidade Federal de Pernambuco, foram registrados diversos casos de violência, entre assaltos e estupros. A Reitoria da UFPE e o governo do estado de Pernambuco se uniram para encontrar uma solução para a segurança no campus.

Em 20 de maio, no grupo do Facebook da UFPE, a estudante Isa Lima denunciou o assalto que sofreu na parada de ônibus do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN), por volta das 20h30 do dia anterior. “Ontem fui eu, os dois caras estavam armados e de moto e blablabla. Como provavelmente não serei a última, só queria pedir a quem tiver a mesma sorte, ou falta dela, que é para FAZER OS BOs!”, ressaltou.

Em 29 de agosto, uma estudante saiu do apartamento onde morava, localizado atrás do prédio da Sudene, no bairro Engenho do Meio, para resolver assuntos pessoais. Na volta, desceu do ônibus aproximadamente às 20h30 e percebeu que havia um homem na parada. Ele a seguiu pela rua onde ficam as agências bancárias entre os prédios da Reitoria e da Sudene e a estuprou no local.

Já em 25 de setembro, foi a vez de Cecília Morais denunciar um arrastão na saída do CAC/CFCH. “[…] por volta das 12:40, 6 adolescentes (aparentando entre 15 e 17 anos) – todos portando facas e pedaços pontiagudos de vidro, fizeram uma espécie de arrastão […]”, afirmou a estudante.

No começo de outubro, a UFPE e a Secretaria de Defesa Social (SDS) firmaram parceria para diminuir as abordagens criminosas dentro e fora do campus do Recife. A instituição de ensino anunciou um reforço na presença da polícia e no monitoramento por câmeras. Houve também o anúncio do controle eletrônico de acesso ao campus a partir de 2016.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *