Últimas

Donos do Mega Filmes HD são soltos pela Polícia Federal

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O casal responsável pelo site Mega Filmes HD, Marcos Cardoso e Thalita Cardoso, presos pos suspeitas de crimes de violação de direito autoral (pirataria) e associação criminosa, foi solto pela Polícia Federal na madrugada de sábado (28), segundo o advogado Thiago Bellucci, que os representa. O casal, que estava preso desde o dia 18 deste mês, responderá o processo em liberdade em Cerquilho, São Paulo, onde residem.

Érika Coppini, chefe da PF de Sorocaba (SP), determinou a soltura do casal e disse que eles já estão bem e na cidade de Cerquilho, de acordo com o advogado. Apesar de todo o hype em cima do caso, o delegado da Polícia Federal em Sorocaba, Valdemar Latance Neto, disse que não se manifestará sobre o caso em andamento.

A prisão do casal foi efetuada no dia 18, e o advogado tentou, no dia posterior, a revogação dela por meio de habeas corpus, que também foi negado em 20 de setembro e, posteriormente, no dia 23. A PF liberou Marcos e Thalita após recolher todos os depoimentos necessários para dar continuidade ao caso e também porque o site Mega Filmes HD já foi retirado do ar.

De acordo com as estimativas da Polícia Federal, o Mega Filmes HD era o maior canal de pirataria da América Latina e rendia R$ 70 mil para os seus donos (de lucro) através de mais de 60 milhões de acessos mensais em suas páginas. O maior público do site, é claro, estava localizado no Brasil, representando 85% do tráfego; países como Portugal e Japão completavam o resto. O site, de acordo com a PF, reunia cerca de 150 mil filmes, documentários, séries de TV e shows.

Ainda segundo o advogado, a dupla também admitiu que fazia o mesmo negócio no Japão, onde morou por nove anos, mas que não sabia que o caso era tão grave. Marcos e Thalita respondem pelos crimes de violação de direito autoral (pirataria) e associação criminosa.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *