Engenheiro do Google testa cabos USB-C vendidos na internet

Smartphones e notebooks com suporte à tecnologia USB Type-C (ou USB-C) mostram como esse novo modelo de conector pode acelerar não só a recarga de baterias, mas como também a taxa de transferência de dados. Contudo, um engenheiro do Google quer que as pessoas tomem cuidado com os primeiros cabos do formato vendidos pela web.

Benson Leung é um dos membros da equipe que trabalhou no Pixel C, novo tablet do Google anunciado este ano com entradas USB-C. O engenheiro tem testado diversos cabos desse formato vendidos na Amazon para saber se o que as fabricantes prometem está de acordo com o que os dispositivos exigem.

Desse modo, Leung descobriu que vários produtos ofertados na internet como sendo Type-C não são produzidos corretamente para uso em laptops, por exemplo. Alguns não têm os fios necessários para a correta conexão, outros têm dificuldade para identificar a fonte de energia para recarregar o aparelho, entre outros problemas que podem danificar o notebook do usuário.

Os principais defeitos aparecem nos cabos adaptados – aqueles que são Type-C em uma ponta e USB convencional na outra. Segundo Leung, esse é o principal motivo para danos causados durante uma recarga em um laptop ou mesmo em um smartphone.

O engenheiro usa o próprio Pixel C como parâmetro para testar os cabos vendidos pela internet, e alerta os usuários de que o Google segue padrões internacionais para a fabricação de seus dispositivos com porta USB-C. Por conta disso, ele sugere aos interessados que sempre comprem cabos e acessórios para seus laptops com a própria fabricante dos dispositivos.

Via Engadget

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *