Explosão de bomba em associação religiosa deixa mortos no Líbano

A explosão de uma bomba em uma cidade do Líbano próxima à fronteira com a Síria deixou vários mortos e feridos, nesta quinta-feira. De acordo com as forças de segurança e a mídia estatal libanesa, entre os mortos estão religiosos de uma associação que apoia refugiados da região.

A bomba explodiu em frente ao escritório da associação Qalamoun, na cidade de Arsal. A agência nacional de notícias do Líbano, a NNA, disse que a bomba estava numa moto estacionada do lado de fora da instituição, matando cinco pessoas e ferindo outras seis. Um dos mortos seria o líder do grupo religioso, Osman Mansour, de origem síria. Já as autoridades de segurança libanesas afirmaram, de forma anônima, que pelo menos dez pessoas morreram ou ficaram feridas devido ao ataque.

O nome da associação libanesa, Qalamoun, remete a uma montanhosa região da Síria, na fronteira com o Líbano. A maior parte da área foi dominada pelas tropas sírias ou pelos militantes do Hezbollah no último ano.

A cidade de Arsal, predominantemente de muçulmanos sunitas, recebe milhares de refugiados sírios e, no último ano, passou um breve período sob o domínio do Estado Islâmico e da Frente Al-Nusra, movimento afiliado à Al-Qaeda na Síria. Após a captura de 20 soldados libaneses pelas forças rebeldes, a associação Qalamoun tentou atuar como mediadora para a libertação dos militares.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *