Últimas

Facebook estende licença parental de seus funcionários para 4 meses em ambos os sexos

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O Facebook acaba de anunciar uma nova política interna muito interessante para o os seus funcionários. Basicamente, a partir de hoje a empresa vai estender sua política de licença parental de quatro meses (tanto para pais quanto para mães) para todos os funcionários ao redor do mundo. Isso significa que, mesmo se o seu país tiver uma licença menor você terá pelo menos este período mínimo para a criança.

A mudança não vai atingir as mulheres brasileiras, cuja lei já determina uma ausência do trabalho que dura entre 4 e 6 meses. No caso dos homens, como o Brasil é um país extremamente machista, que pouco reconhece a necessidade presencial do pai durante este período, nosso tempo é de apenas 5 dias, então os funcionários homens do Facebook vão ganhar uma vantagem considerável em relação à lei.

“É a coisa certa a fazer para o nosso povo e as suas famílias”, escreveu a Lori Goler, presidente de Recursos Humanos da empresa, em um post no Facebook.

A extensão de benefícios vem uma semana depois que o Sr. Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, disse que vai passar alguns meses sem trabalhar quando seu bebê nasce.

“Estudos mostram que quando os pais que trabalham tem tempo para estar com seus recém-nascidos, os resultados são melhores para as crianças e para as famílias”, escreveu Zuckerberg em um post no Facebook.

O Facebook se junta a outras empresas de tecnologia, incluindo Amazon.com Inc., Netflix Inc. e a Microsoft Corp. que estenderam a licença parental este ano. Ao fazer isso, eles estão lidando com a percepção de que a cultura do setor de tecnologia é incompatível com a vida familiar e pessoal.

O anúncio de Zuckerberg foi saudado na semana passada como uma forte mensagem de que importante que os pais também tirem uma folga para cuidar de seus filhos. Ele e sua esposa, Priscilla Chan, anunciaram em julho que eles estão esperando seu primeiro filho.

A Europa será a região menos afetada por esta mudança de política, tendo em vista que a média de tempo das licenças parentais no continente ultrapassa a proposta do Facebook.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *