França vai enviar porta-aviões para participar de operações contra o Estado Islâmico

O porta-aviões Charles de Gaulle, no Golfo Pérsico. (Foto: Patrick Baz/AFP Photo)
O porta-aviões Charles de Gaulle, no Golfo Pérsico. (Foto: Patrick Baz/AFP Photo)

Paris (AFP) – A França enviará seu porta-aviões Charles de Gaulle para participar das operações contra o grupo Estado Islâmico (EI), uma decisão que segue o anúncio americano de uma intensificação dos bombardeios aliados na Síria.

“A mobilização do grupo aeronaval constituído em torno do porta-aviões Charles de Gaulle foi decidida para participar das operações contra o Daesh (acrônimo em árabe de EI) e seus grupos afiliados”, anunciou a Presidência francesa em um comunicado.

O anúncio foi feito após uma reunião do Conselho de Defesa, que contou com o presidente François Hollande, os ministros da Defesa e das Relações Exteriores, além de comandantes militares.

Esta mobilização dobrará o potencial militar francês na região, ao se somar aos seis caças Rafale estacionados nos Emirados Árabes Unidos e aos seis Mirage na Jordânia, aumentando a 36 o número de aviões militares franceses na área.

O Charles de Gaulle, um navio de propulsão nuclear, estava em Toulon (sul) desde a primavera para operações de treinamento. Ele foi por dois meses, de 23 de fevereiro a abril, para participar de operações da coalizão contra o EI no Iraque a partir do Golfo.

Esse reforço dos meios militares franceses ocorre em um contexto de aumento dos ataques aéreos russos na Síria e quando Washington acaba de anunciar sua intenção intensificar seus bombardeios na região.

“Prevemos uma intensificação de nossa campanha aérea, inclusive com duas aeronaves adicionais, para atacar o EI mais vezes e com mais força”, declarou em 27 de outubro o ministro americano da Defesa, Ashton Carter.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *