Últimas

Golfe vira uma tacada certa para ter ganhos e vira tema de fórum no Recife

Caxangá Golf Club é o segundo campo do Nordeste e possui Green Fee (R$ 150/semana e R$ 200/fins de semana). Foto: Juliana Leitão/DP/DA Press
Caxangá Golf Club é o segundo campo do Nordeste e possui Green Fee (R$ 150/semana e R$ 200/fins de semana). Foto: Juliana Leitão/DP/DA Press

Quase todo mundo tem na cabeça que golfe é esporte de rico e que só essa “classe A” tem acesso. A falta de popularização, de fato, distancia as pessoas e naturalmente restringe qualquer visão empreendedora em investir num negócio do tipo. Mais ou menos. No dia 12 de novembro, ocorre em Pernambuco o 1º Fórum de Golfe do Norte e Nordeste, dentro da programação do 1º Recife Golf Weekend, com o objetivo de integrar o esporte como opção de bom investimento. A promoção do negócio também prevê a inclusão do golfe no dia a dia dos pernambucanos, além de mais uma rota dentro dos diversos atrativos turísticos de Pernambuco. O evento ocorre no Caxangá Golf Club e terá participação do trade turístico, representantes dos setores empresarial e imobiliário, além de especialistas e amantes do setor.

“O golfe tem muito o que agregar a partir do momento em que é pensado estrategicamente. Nós vamos mostrar como o projeto pode ser adaptável, com a realidade de preços de implantação e custos de manutenção locais. Vamos tratar o golfe como negócio a partir da oferta, dentro do cenário do investidor e como um grande agente gerador de empregos e de valor agregado. A grande ideia é que a cultura desse esporte saia da caixinha”, pontua o organizador geral do Recife Golf Weekend, Mário Rios.

Ele cita o exemplo de um investidor visionário, Alírio Trindade, que decidiu implantar um campo de golfe em Bananeiras, no brejo paraibano, a 140 quilômetros de João Pessoa. “A cidade não era nada e passou por uma mobilização a partir de então. O lugar hoje tem rede hoteleira que lota em temporada de competições esportivas, já que o campo atualmente é oficial e recebe competições nacionais”, complementa. Alírio será responsável pela palestra de abertura do fórum para contar esse case de sucesso. 

O empreendimento de 656 lotes foi inaugurado em 2011, sendo o primeiro da Paraíba a ofertar esse esporte de tradição inglesa. O negócio chegou a valorizar os imóveis em 300%. “É esse mercado que queremos apresentar. Incluir o valor agregado de um campo de golfe no seu projeto é certeza de ganhos. E não precisa ser nada oficial. Pode ser em áreas comuns de edifícios, jardins de resorts, hotéis, áreas degradadas ou não edificáveis, entre outras possibilidades”, acrescenta Rios. 

Outra palestra trata exatamente disso: “Campos de Golfe viáveis” será ministrada por Henrique Belém e Sebastião Neres, arquitetos de golfe, com experiência em construção de campos na região. Além do fórum, o Recife Golf Weekend, que acontece entre os dias 12 e 15 de novembro, no Caxangá Golf & Country Club, terá um aberto internacional de golfe e a feira de golfstyle com exposição de carros e produtos de luxo, shows artísticos e oficinas de golfe. A programação está em www.recifegolfweekend.com.br.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *