Google confirma lançamento do AMP no início de 2016 para acelerar a navegação móvel

Da Redação do site Tudocelular.com.br

No mês passado a Google introduziu o Accelerated Mobile Pages (AMP), seu programa open-source projetado para tornar mais rápido o carregamento de páginas da web nos dispositivos móveis. O AMP, que vem na sequência de esforços semelhantes por parte dos rivais Facebook e Apple, tem sido uma prévia técnica desde então. Mas agora a companhia confirmou que as primeiras páginas aceleradas chegarão “no início do próximo ano”.

A notícia foi anunciada pela Google em um post no seu blog hoje. A Google diz que 4.500 colaboradores seguem o projeto no Github, e 250 contribuições de código e documentação foram feitas até agora. Isso é possível, claro, porque o projeto está em código aberto, disponível para os programadores da comunidade ao redor do globo que desejarem colaborar.

A ideia do AMP é focar em conteúdo, dispensando elementos de páginas que tornam o carregamento mais demorado em dispositivos móveis, principalmente, claro, em conexões mais lentas. A Google já tem uma variedade de parceiros de mídia de qualidade, como o Telegraph e The New York Times, para fornecer o conteúdo na plataforma.

O projeto AMP tem atraído editores, incluindo também o The Washington Post, BuzzFeed e Vox Media, mas a notícia um tanto desagradável – porém nada surpreendente – é que também atraiu um número de anunciantes. A companhia anunciou hoje que a Outbrain, AOL, OpenX, DoubleClick e AdSense estão desenvolvendo anúncios que estão em conformidade com as especificações do rápido carregamento do projeto.

Se o conteúdo for exibido em navegadores comuns, o usuário terá esses anunciantes “empurrando” uma publicidade mais intrusiva e utilização mais intensiva de especificação de dados. Esperamos agora que o mesmo não se repita dentro do AMP e que a nova plataforma não se torne tão lenta como as páginas móveis, que já deveriam por si mesmas terem sido projetadas para serem mais rápidas.

A Google é conhecida ultimamente por buscar um diálogo com anunciantes para a criação de publicidade não invasiva e que não incomode os usuários, e já lançou plataformas para criação de anúncios em HTML5. Esperamos que a empresa consiga fazer um bom projeto de anúncios que corrobore com a proposta de velocidade e foco no conteúdo dentro do AMP.

Os usuários que desejarem experimentar o AMP em seus dispositivos móveis já podem visitar o g.co/ampdemo.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *