Últimas

Google Play Services 8.3 facilita login em apps e reduz consumo de bateria

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Google lançou a versão 8.3 do Play Services que traz algumas novidades interessantes para desenvolvedores de aplicativos e também os usuários. A primeira grande novidade está em uma maior integração da conta da empresa com apps do sistema. Assim, quando você for logar em algum serviço, que permita usar suas credenciais da conta Google, verá o ícone da imagem abaixo. Basta tocar nele para que seja logado sem precisar passar por nenhuma tela de autenticação ou confirmações adicionais de suas credenciais.

A novidade também permite que desenvolvedores possam criar um botão customizado dentro de seus apps para facilitar o login dos usuários. A vantagem disso tudo é que cada pessoa poderá criar um perfil com as permissões já pré-determinadas. Assim, você não precisa ter que determinar se um app terá acesso a sua localização ou que tipo de dados poderá ter acesso sempre que realizar o login em algum serviço. Isso também se aplica ao sistema de localização, onde já ficará definido se os apps terão acesso a sua localização e se permitirá o uso via apenas rede ou via GPS também.

[embedded content]

Para determinar a localização, o Google Play Services fornece um Fused Location Provider (FLP) que abstrai os sensores de localização subjacentes, tais como GPS, Wi-Fi, e o sinal de rádio celular, em uma única API fácil de uso. Fizemos algumas melhorias para o FLP quando se trata de tratamento por lotes. Antes da versão 8.3, as APIs de localização em lote permitiriam que o FLP possa economizar energia através da consolidação de tráfego de rede, mas quando um aplicativo remove um pedido de localização de lotes, este seria descartado. Você não pode querer esse comportamento, então nós adicionamos uma API que pode retornar todos os locais em lote imediatamente.

Esta atualização também facilita para que você possa compartilhar um app com algum amigo sem ter que dar várias voltas pelo sistema. E os benefícios não estão apenas em seu smartphone. Os dispositivos vestíveis também terão um ganho na duração de bateria com esta versão ao melhorar a sincronização de dados entre seu relógio inteligente e seu celular. A novidade permitirá que os desenvolvedores possam definir um tempo limite para a sincronização de dados, além de definir tags naquelas mais importantes, deixando as demais para serem sincronizadas em lotes, permitindo o dispositivo passar mais tempo em standby.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *