Hacker coloca Windows Phone como sistema móvel mais seguro; Android é o mais vulnerável

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O Windows Phone tem conseguido buscar seu espaço no competitivo mercado de plataformas para dispositivos móveis, alcançando o terceiro lugar a nível mundial em utilização e brigando para tentar incomodar mais os ainda soberanos Android e iOS. Além de contar com smartphones de baixo e médio custo que apresentam um desempenho final bastante interessante pelo preço cobrado, um ponto que sempre chamou a atenção no sistema foi a sua segurança, já que por inúmeras vezes foi afirmado que o Windows Phone é muito mais seguro contra ataques do que seus principais rivais.

Agora, chegou a vez do hacker Steve Lord responsável pela companhia especializada em segurança Mandalorian Security Services Ltd falar sobre a sua opinião após 15 anos trabalhando neste campo. Segundo ele, todas as plataformas atuais possuem benefícios e desvantagens em diversos quesitos, algo que não poderia ser diferente ao analisarmos a segurança. Ainda assim, dispositivos atuais com o Windows Phone são os mais complicados de serem invadidos, fazendo com que ele se recorde dos tempos áureos da BlackBerry.

Todos têm vantagens e desvantagens. Atualmente o Windows Phone parece ser o mais difícil de ser quebrado. Ainda assim, a BlackBerry tem uma longa história de ser muito focada em segurança. Se eu tiver acesso físico ao dispositivo, acho que Android normalmente é o alvo mais fácil. Em seguida, vem o iPhone, em seguida, versões mais antigas do BlackBerry. Se é através de uma rede ou eu tenho que atacar via e-mail ou mensagem, o Android é geralmente o alvo mais tranquilo.

Como pode ser visto, Lord deixa claro que o Android é sempre o seu primeiro alvo quando pensa em obter dados de forma ilícita, o que demonstra que os profissionais da Google realmente devem ter vergonha de seu sistema neste quesito. Além disso, o hacker vai mais além, afirmando que mesmo modelos mais antigos com o Windows Phone são mais recomendáveis em termos de segurança, o que é preocupante se lembrarmos que boa parte de dispositivos Android ainda estão na edição JellyBean ou KitKat.

Smartphones mais velhos tendem ser considerados menos seguros, já que eles são geralmente afetados por deficiências conhecidas posteriormente. Se você estiver usando um telefone mais velho é melhor optar por um clássico dumbphone. Se você tem que ter um smartphone antigo, use um BlackBerry baseado no BB10 ou um Windows Phone 8.

Vale lembrar que todos os modelos vendidos com o Windows Phone 8 já foram atualizados para a versão 8.1, ganhando além de novas funções diversas melhorias em termos de segurança, o que significa que mesmo um aparelho lançado ainda em 2012 terá definições atuais de defesa.

Algo interessante também foi mencionado por Steve Lord em relação à ROMs alternativas como Cyanogen OS, que geralmente contam com um sistema de atualizações mais rápido e direto do que o Android tradicional, contando assim com uma imagem mais segura. Segundo ele, contudo, a melhor maneira de se utilizar o Android em sua essência é com os smartphones da linha Nexus, pois assim todos os updates são disponibilizados diretamente pela Google, não passando por qualquer operadora ou desenvolvedor independente antes de chegar ao seu dispositivo.

Como sabemos, entretanto, os modelos da família Nexus geralmente são preteridos pelos usuários, seja pela falta de recursos extras de forma nativa ou por suas características genéricas, já que dificilmente temos um dispositivo com algum ponto que realmente o diferencie de seus concorrentes. Ainda assim, caso seu foco seja em segurança e garantia rápida de atualizações, provavelmente esta será a melhor escolha no ecossistema Android.

E você, qual sistema operacional utiliza em seu smartphone? Concorda com a opinião do hacker? Deixe-nos seu comentário abaixo!

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *