Últimas

Homem é acusado por assassinato de menino de nove anos nos EUA

Chicago (AFP) – A Polícia de Chicago apresentou acusações de homicídio doloso contra o membro de uma gangue pela morte de Tyshawn Lee, um menino de nove anos, que teria sido levado para um beco e morto a tiros – anunciaram os agentes da instituição nesta sexta-feira.

“Este é um crime que choca nossa cidade”, disse o superintendente da Polícia de Chicado, Garry Maccarthy.

“Foi um ato de barbárie: o homicídio de uma criança de nove anos como uma retaliação de gangues para se vingar de seu pai”, completou.

McCarthy disse que Corey Morgan, de 27 anos, membro da gangue e condenado, foi acusado e preso pelo assassinato de Lee. Além dele, outro suspeito foi detido, e um terceiro envolvido no crime está sendo procurado.

O menino teria sido “identificado e executado”, acrescentou McCarthy.

“Foi atraído para fora do parque onde brincava com amigos” antes de ser baleado, especialmente nas costas e cabeça, em um beco de um instável bairro de Chicago, em 2 de novembro.

Vários atos violentos precederam o homicídio, como tiroteios e pelo menos dois assassinatos, segundo McCarthy.

Ainda não foi identificado o possível envolvimento do pai do menino, que disse a um canal local, pouco depois do assassinato, que seu “negócio não tinha ligação com seu filho”.

Nessa cidade americana, a violência com armas de fogo está muito presente, mas a morte de Lee comoveu os vizinhos de seu bairro, a ponto de terem medo das represálias por conversarem com investigadores, relatou o detetive William Svilar.

“Um medo bastante compreensível. Se um monstro é capaz de assassinar uma criança de nove anos, o que faria ao saber que alguém coopera com o caso?”, justificou.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *