Últimas

Homens presos violando caixas eletrônicos no Agreste

A dupla confessou que praticava o crime há cinco anos. Foto:PF/Divulgação
A dupla confessou que praticava o crime há cinco anos. Foto:PF/Divulgação

Dois homens foram presos, no último dia 15, burlando caixas eletrônicos na cidade de Toritama, Agreste de Pernambuco. Laelson da Silva, 47, e Paulo Pina, 56, foram descobertos depois que um cliente da agência da Caixa Econômica Federal percebeu que a entrada do local onde colocaria o envelope de um depósito estava alterado. A dupla foi identificada pelo segurança da agência. 

No carro dos suspeitos a polícia encontrou cerca de R$ 9.800, dois cheques sendo um  no valor de R$ 990 e outro de R$ 560, 4 aparelhos celulares, 11 cartões bancários e 5 cartões de lojas, além de 13 dispositivos com cordão para retenção de envelopes de depósitos. À polícia, a dupla confessou que praticava o crime há cinco anos. 

Laelson e Paulo foram levados para a Delegacia de Caruaru, que foram autuados por furto qualificado e, caso sejam condenados, podem pegar até oito anos de reclusão. Os dois foram encaminhados para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza em Caruaru, também no Agreste. 

Confira dicas de segurança da Polícia Federal para evitar cair em golpes: 

Os dispositivos são colocados  nos terminais nos fins de semana, porque é nesse período em que as agências estão fechadas e fora do horário de expediente normal e com funcionamento restrito apenas dos terminais eletrônicos, o que levam tais criminosos a terem uma certa facilidade em colocar tais mecanismos fradulentos nas máquinas com vista a enganar as pessoas.  O golpe consiste na colocação de uma peça de alumínio com um fio dental amarrado afim de que ao ser feito um depósito ou pagamento com dinheiro ou cheque, o envelope fique preso e após a saída do cliente os bandidos possam voltar até a agência e retirar os valores contidos que foram depositados. 

A Polícia Federal faz um alerta as pessoas para ficarem atentas a este tipo de golpe “importado” do sudeste, principalmente quando utilizar qualquer terminal eletrônico nos finais de semana, prestando sempre atenção, nas características do local de entrada onde se insere o envelope, se ele não é diferente, possuindo algum fio estranho preso na composição do aparelho. Deve-se também tomar cuidado com movimentações de pessoas estranhas fora da agência em virtude dos bandidos quase sempre ficarem do lado de fora esperando as pessoas saírem, a fim de concluírem a ação, voltando para a agência para retirar o envelope com o dinheiro depositado dentro da máquina. 

Caso se perceba que um terminal está com sinais de adulteração é importante ligar de dentro da agência para o SAC-Serviço de Apoio ao Consumidor, para a Polícia  Militar através do número 190. 

A Caixa Econômica Federal possui uma Central de Monitoramento que realiza a vigilância via CFTV – Circuito Fechado de TV em 100% de todas as unidades dos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco (mais de 400 unidades), como também controlando e acompanhando a abertura e fechamento dos cofres das 26 unidades de penhor, tudo isso com uma autonomia de funcionamento de 24h ininterruptos nos sábados, domingos e feriados.  Tal tecnologia, além de proporcionar maior segurança aos clientes e funcionários, também têm a capacidade de acionar seus técnicos de segurança e força policial para  irem até o local no momento em que estiver acontecendo a ação dos criminosos, viabilizando assim a prisão de muitos deles ainda no interior das agências.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *