Últimas

Imagens aéreas mostram fogo destruindo lojas do centro de Maceió

Incêndio atingiu três lojas e mobilizou oito equipes do Corpo de Bombeiros. Vídeo feito com drone mostra a proporção do incêndio.

 

As equipes do Corpo de Bombeiro Militar (CBM) encerraram apenas na manhã deste sábado (14) os trabalhos para conter o incêndio de grande proporção que destruiu lojas no Centro de Maceió.

O cinegrafista da TV gazeta, Aldo Correia, registrou em vídeo, com um drone, imagens aéreas que mostram a proporção do incêndio que destruiu quatro lojas provocando ainda avarias em diversos outros estabelecimentos comerciais.

O incêndio que começou no início da noite, por volta das 18h30, se prolongou por toda madrugada sendo contido, segundo a assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros, por volta das 6 horas h de hoje.

Devido à destruição provocada pelas chamas, trechos do calçadão do Comércio, na avenida Moreira Lima estão interditados. O procedimento foi realizado devido o risco de desabamento da fachada de um dos prédios atingidos pelo fogo.

Equipes da Defesa Civil de Maceió vão avaliar neste sábado a situação da estrutura dos prédios que foram tomados pelas chamas. Assim como equipes da perícia que devem começar o trabalho para tentar identificar a causa do incêndio.

Desespero
Um incêndio atingiu lojas no centro de Maceió nesta sexta-feira (13). Na tentativa de conter as chamas, o Corpo de Bombeiros enviou as oito viaturas disponíveis na capital. Seis funcionários que estavam dentro de uma das lojas foram retirados do local por policiais da Radiopatrulha.

O fogo começou por volta das 18h30 (hora local) na loja de aviamentos Gaivota, que tem entradas na Rua Boa Vista e na Avenida Moreira Lima.

Nesta mesma avenida, um prédio anexo à loja também pegou fogo. Devido a intensidade das chamas, toda a fachada da loja ameaça desabar. Por conta disso, os bombeiros decidiram interditar o trecho da rua até a manhã do sábado (14).

Por volta de 20h30, o Corpo de Bombeiros informou que o fogo estava controlado, porém em outro ponto, na Rua do Comércio, uma loja de eletrodomésticos também começou a pegar fogo.

O Coronel Paulo Marques, dos Bombeiros, diz que a situação é complicada pela estrutura do local. “Os prédios são antigos e com muitos equipamentos, por isso o fogo se propagou. A cobertura das lojas e o vento também não auxiliam”, relata.

Com medo de que as chamas se alastrem para mais locais, muitos lojistas estão retornando ao centro e retirando o máximo possível de mercadorias.

Chamas destruíram loja no centro de Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)Chamas destruíram loja no centro de Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)

No vídeo ao lado, gravado de um celular pelo repórter Waldson Costa, é possível ver a ação dos bombeiros para tentar controlar as chamas.

Como a Gaivota tem duas entradas, alguns saqueadores aproveitaram para entrar no local e a polícia foi convocada para isolar a área.

Um dos carros do Corpo de bombeiros, ao tentar alcançar o local do incêndio, ficou com as rodas presas em um buraco, que surgiu após o chão ceder devido ao peso do veículo.

O diretor de planejamento da Aliança Comercial, Olinto Osório, comenta que a situação é angustiante. “Este é o quarto incêndio neste ano. Ficamos entristecidos, vendo o fogo comer tudo e assistindo aos bombeiros sem estrutura para dar conta. A perda é imensa, os estoques estavam todos cheios para as festas de fim de ano”, lamenta Osório.

Bombeiros tentam controlar fogo que consumiu loja no centro de Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)Bombeiros tentam controlar fogo que consumiu loja no centro de Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)

Chamas crescem e atingem outras lojas vizinhas (Foto: Jonathan Lins/G1)Chamas crescem e atingem lojas vizinhas (Foto: Jonathan Lins/G1)

Carro do Corpo de Bombeiros ficou preso após chão ceder com peso do veículo (Foto: Jonathan Lins/G1)Carro do Corpo de Bombeiros ficou preso após chão ceder com peso do veículo (Foto: Jonathan Lins/G1)

 

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *