Últimas

Implante de LED pode reduzir a dor crônica

Um novo implante flexível pode ajudar a diminuir o sofrimento de quem sofre de dores crônicas. O dispositivo conta com um emissor de luz LED sem fio que, quando ativado, pode aliviar a dor diretamente do cérebro.

A técnica usa a optogenética, que combina a luz, a genética e a bioengenharia para estudar o comportamento dos neurônios e células específicas, usando feixes de luz ou lasers, para restringir processos específicos, como os que geram a dor no cérebro.  A tecnologia utilizada até hoje necessitava de um cabo de fibra óptica rígido, mantido parado, para funcionar, podendo prejudicar o tecido neural.

Reprodução

Como funciona?

O novo sistema implantável usa materiais macios e com propriedades semelhantes às dos tecidos biológicos, além de não precisar ser presa a um osso, o que pode ajudar a estudar casos de dores crônicas no sistema nervoso periférico e na medula espinhal. Uma antena consegue captar, através de sinais de rádio, a energia para alimentar o dispositivo, emitindo comandos para que os LEDs se acendessem.

Em testes com ratos, os pesquisadores descobriram que ao iluminar neurônios específicos associados à dor e modificados para que fossem sensíveis à luz, os comportamentos associados à dor diminuiram.

Via MIT

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *