Menino de três anos é encontrado morto em pula-pula no Litoral Sul do estado

O corpo de Paulo Henrique foi encontrado no pula-pula desinflado. Foto: Acervo pessoal/Reprodução
O corpo de Paulo Henrique foi encontrado no pula-pula desinflado. Foto: Acervo pessoal/Reprodução

O corpo de um menino de três anos, identificado como Paulo Henrique José Ferreira, foi encontrado na manhã deste domingo (01), dentro de um pula-pula desinflado, no centro de Barra de Sirinhaém, distrito de Sirinhaém, no Litoral Sul de Pernambuco. Até o início da tarde deste domingo, familiares aguardavam que o serviço funerário resgatasse o corpo do garoto, que passou toda a manhã no brinquedo, e o conduzisse ao Instituto de Medicina Legal, no Recife, onde passará por autópsia para determinar a causa da morte.

Segundo informações de familiares, o garoto teria brincado no pula-pula na noite do sábado (31), assistido pela mãe, Patrícia Maria da Silva, de 24 anos. Ele teria permanecido no brinquedo por algum tempo e, em seguida, teria sido retirado pela mãe, a fim de voltarem para casa. No caminho, Patrícia estaria catando latas no chão quando percebeu a ausência do filho. Pediu ajuda a conhecidos e deu início às buscas, sem sucesso. Carros de som foram usados, anunciando o nome da criança pelas redondezas, até a madrugada.

Na manhã deste domingo (01), como o garoto ainda não havia sido encontrado, alguns familiares decidiram refazer o caminho percorrido por Patrícia em companhia do filho. Foram até o pula-pula, instalado na praça central de Barra de Sirinhaém, e se dirigiram à dona do brinquedo, Maria Nazaré Bezerra, de 50 anos. Ao ser questionada, ela disse que se lembrava do garoto, que o vira brincar na noite anterior, mas não o reencontrara desde então. Uma prima da criança pediu permissão para olhar o pula-pula, desinflado desde a noite anterior, e Maria Nazaré a acompanhou. Lá, enrolado no plástico do brinquedo desarmado, encontraram o corpo de Paulo Henrique.
 

A mãe e a avó do garoto foram informadas em seguida. Maria Nazaré, dona do brinquedo, e Patrícia Maria, mãe da vítima, foram ouvidas previamente na delegacia de Barra de Sirinhaém, por um agente policial, no fim da manhã deste domingo (01). Os depoimentos oficiais, no entanto, serão recolhidos somente na terça-feira (03). A principal hipótese é que o brinquedo tenha sido desarmado sem que percebessem a presença do menino lá dentro. O pula-pula é tradicional na localidade, armado todos os finais de semana. As investigações serão conduzidas pela delegacia local. (Com informações de Everson Teixeira, da TV Clube)

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *