Últimas

Metrojet culpa impacto externo, mas agência russa diz ser cedo para conclusões

A companhia aérea russa Metrojet, dona do avião que caiu no sábado no Egito, afirmou que apenas um impacto externo pode ter causado o desastre que matou 224 pessoas. No entanto, a Agência Federal de Aviação da Rússia declarou que é cedo para tirar conclusões sobre a queda do jato comercial.

“Nós descartamos uma falha mecânica do avião ou um erro do piloto”, disse Alexander Smirnov, vice-diretor-geral da Metrojet. “A única explicação possível pode ser um impacto externo no avião”, acrescentou.

Pressionado por mais detalhes sobre que tipo de impacto e o que poderia ter causado isso, Smirnov insistiu que não poderia falar mais porque a investigação está em andamento. Ele também não deixou claro se achava que algo atingiu o avião ou se algum um fator externo provocou a queda.

O chefe da agência de aviação russa, Alexander Neradko, por outro lado, disse em uma transmissão televisiva no Cairo que é prematuro a Metrojet comentar sobre a possível causa do acidente. Segundo Neradko, conclusões só poderão ser alcançadas depois que os fragmentos e o conteúdo das caixas-pretas di avião forem analisados.

Em mais um exemplo de informações desencontradas sobre o desastre, Viktor Yung, outro vice-diretor-geral da companhia aérea russa, afirmou que a tripulação não enviou uma mensagem pedindo socorro e não contactaram os controladores de tráfego aéreo antes do acidente. Uma autoridade egípcia havia dito anteriormente que o piloto informou que o avião estava com problemas técnicos e que pretendia pousar no aeroporto mais próximo. Fonte: Associated Press.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *