Últimas

Microsoft reduz espaço de armazenamento no OneDrive e acaba irritando usuários

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Em junho de 2014, Microsoft reajustou o valor dos planos de dados de armazenamento na nuvem para fazer o OneDrive ganhar mais espaço no mercado contra seus principais rivais. A empresa reduziu drasticamente o preço cobrado e ainda ofereceu espaço ilimitado para aqueles que contam com assinatura do Office 365. Agora, a gigante de Redmond está voltando atrás e reduzindo o espaço garantido aos seus clientes, saindo dos 15 GB anteriores para apenas 5 GB para todos os usuários antigos e também aqueles que aderirem ao serviço agora.

E aqueles que tiverem com mais de 5 GB de dados armazenados em sua conta no OneDrive? A Microsoft irá permitir que você mantenha esses dados por mais doze meses, sendo necessário fazer backup do que exceder os 5 GB para outra conta ou perderá dados importantes. Além disso, você não poderá enviar mais nenhum arquivo se já estiver extrapolado o novo limite. Confira as novas regras impostas pela empresa:

  • Os usuários que estiverem acima do limite por mais de 90 dias, ainda terão acesso aos seus arquivos por 9 meses. Será possível vê-los e baixá-los, mas não poderá adicionar conteúdo novo.
  • Aqueles ainda estiverem acima do limite após 9 meses, sua conta será bloqueada. Isso significa que você não poderá acessar o conteúdo do seu OneDrive até tomar uma ação.
  • E mesmo se, após um ano, você não tomar uma ação, seu conteúdo pode ser excluído.

Além dessas mudanças, a empresa está reajustando o valor dos planos existentes e irá remover alguns para novos usuários. Se você criar uma conta agora no serviço, não será mais possível assinar os pacotes de 100 e 200 GB. Assim, o mais amplo passa a ser o de 50 GB que chega com valor de US$ 1,99 por mês. Por esse valor você teria 100 GB no Google Drive, ou pagaria metade pela mesma quantidade de dados no Apple iCloud.

E as más notícias não param por aqui. Os assinantes do Office 365 não terão mais acesso ilimitado ao serviço de armazenamento na nuvem da empresa. E isso inclui os pacotes Personal, Home e University que agora ficam limitados a 1 TB. Se você tiver extrapolado este limite, seguirá as mesmas regras dita acima, onde terá um ano para fazer backup do excedente em outra conta ou acabará perdendo os seus dados. Mas por que a Microsoft resolveu voltar atrás? A empresa informa que os usuários estavam abusando do espaço ilimitado oferecido aos assinantes do Office 365:

Desde que começamos a distribuir o armazenamento ilimitado na nuvem para assinantes do Office 365, um pequeno número de usuários fez backup de numerosos PCs e guardou coleções inteiras de filmes e gravações de DVR. Em alguns casos, isso excedeu 75 TB por usuário, ou 14.000 vezes o valor médio.

Em vez de focar em cenários extremos de backup, queremos manter o foco em experiências de produtividade e colaboração que beneficiam a maioria dos usuários do OneDrive.

Claro que essa mudança iria irritar os usuários e centenas deles vêm reclamando no blog do OneDrive sobre a posição da Microsoft. A empresa ainda não se manifestou sobre as queixas dos seus clientes, mas apenas é informado que as mudanças entram em prática no começo de 2016.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *