Últimas

Ministro vai acompanhar ações de socorro após desastre em Mariana-MG

O Ministério da Integração Nacional divulgou nota em que informa que o ministro Gilberto Occhi e técnicos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil viajam nesta sexta-feira para Minas Gerais para acompanhar as ações de socorro e assistência às vitimas do rompimento da barragem de rejeitos no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG).

A barragem, pertencente à mineradora Samarco, rompeu hoje por volta das 16h30 e inundou a região com lama, rejeitos sólidos e água usados no processo de mineração. De acordo com a prefeitura, a situação no local é muito grave e há riscos de desmoronamentos. Várias casas foram alagadas.

A nota do ministério também informa que as unidades do Exército Brasileiro próximas ao local do acidente, localizadas nos municípios de São João Del Rei e Belo Horizonte, estão de sobreaviso para auxiliar na busca de sobreviventes. “A Defesa Civil Nacional está em contato permanente com o governo do estado e, havendo necessidade, os recursos federais serão utilizados”.

O governo de Minas Gerais também divulgou nota em que diz que o governador Fernando Pimentel recebeu a informação do rompimento da barragem “com consternação” e determinou que a Defesa Civil e outros órgãos competentes enviem “todos os esforços para prestar os primeiros socorros e todo atendimento necessário à população do distrito.” Além disso, quatro helicópteros foram enviados para a região com grupamentos do Batalhão de Emergências Ambientais e Respostas a Desastres.

Segundo a nota, o governador está em contato com o prefeito de Mariana, Duarte Júnior, e com o presidente da Samarco, Ricardo Vescovi. Ele também conversou esta tarde com o ministro Gilberto Occhi e também vai amanhã para a região para acompanhar os trabalhos em Bento Rodrigues pela manhã. “As causas e responsabilidades pelo ocorrido serão rigorosamente apuradas”, informa a nota.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *