Últimas

Não é simplesmente uma stylus, diz Tim Cook sobre a nova Apple Pencil

Da Redação do site Tudocelular.com.br

O executivo mais importante da Apple deu, na segunda-feira desta semana, 10 de novembro, uma entrevista ao jornal britânico The Independent, tratando sobre um dos aparelhos mais recentes já lançados pela gigante de Cupertino, iPad Pro. Especificamente, o presidente da Maçã comentou sobre o acessórios que acompanham o novíssimo dispositivo portátil, incluindo a Apple Pencil e o teclado físico, ambos podendo ser comprados separados. Ao comentar sobre o primeiro item, o CEO da companhia mais valiosa do mundo fez questão de afirmar que os engenheiros da empresa estadunidense não fizeram ‘somente uma stylus’, oferecendo uma personagem própria ao acompanhamento do massivo tablet.

Bom, nós realmente não fizemos uma stylus, fizemos um lápis. A stylus tradicional é gorda, possui uma latência muito ruim, então você está desenhando aqui e [o acessório] está preenchendo uma linha noutro lugar por trás. Você não consegue desenhar usando algo como aquilo, você precisa de uma coisa que é capaz de simular a aparência e a experiência de um lápis em si ou você não será capaz de substituí-lo. Nós não estamos tentando substituir os toques dos dedos, estamos apenas complementando-os com a Apple Pencil. — disse o executivo ao The Independent sobre o Apple Pencil, enfatizando as capacidades superiores do modelo em comparação aos acessórios ‘comuns’ encontrados em lojas.

Tim Cook também exalta o acessório criado para oferecer teclas físicas aos usuários de iPad Pro, precisando digitar com velocidade e conforto elevados. Ao ser questionado sobre a diferença entre o produto e a concorrência, o CEO da Apple fala que, quem observar o teclado físico do iPad Pro de perto, perceberá que ele possui o mesmo ‘pai’ do que o próprio tablet, seguindo os mesmos padrões de design a fim de oferecer o já famoso ecossistema da Maçã. “Você não ve isso isso na concorrência”, completa. O restante da reportagem aborda a opinião de vários outros funcionários da companhia de Cupertino, todos promovendo opiniões favoráveis ao dispositivo no viés informativo, em escolas, por exemplo, e no profissional.

iPad Pro

Em termos técnicos, iPad Pro traz especificações técnicas respeitáveis, incluindo uma tela de 12,9 polegadas, usando resolução de 2732 x 2048 pixels (aproximadamente 265 pixels por polegada), 4 GB de RAM, chipset Apple A9X, oferecendo uma performance em processamento e recursos gráficos notavelmente superior ao A9 (usado nos novos iPhones, por exemplo), versões com 32 GB ou 64 GB de memória para o armazenamento interno, sendo impossível expandi-la via cartão microSD, câmera principal de 8 megapixels e frontal de 1,2 megapixel, bateria com promessa de durar 10 horas longe das tomadas e o iOS 9 como sistema operacional instalado de fábrica.

O iPad Pro, de fato, é o tablet mais caro já feito pela Apple, saindo por US$ 799 e US$ 949 por suas versões somente Wi-Fi com 32 GB ou 128 GB de memória para o armazenamento interno, ou R$ 3.035 e R$ 3.606, usando a cotação atual do dólar como base de conversão, desconsiderando os impostos brasileiros. Além disso, o único modelo que suporta a conexão às redes 4G LTE possui 128 GB de espaço nativo, e sai por US$ 1.079 das lojas, ou R$ 4.100, aproveitando o mesmo estilo de conversão anterior.

<!–

Se curtiu, compartilhe!

setTimeout(“loadSocialButtons()”, 300);
–>
Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *