Últimas

Os Dez Mandamentos: Ramsés diz que o povo hebreu está livre. Confira o resumo da semana

Foto: Record/Divulgação (Foto: Record/Divulgação)
Foto: Record/Divulgação

OS DEZ MANDAMENTOS
 
SEGUNDA-FEIRA
O Egito é tomado por um silêncio assustador até que as mães começam a notar a morte de seus filhos primogênitos. Desnorteado, Ramsés então quebra o silêncio e diz que o povo hebreu está livre, mas antes de partir pede a benção para Moisés, que o atende. Karoma não é bem recebida no harém do palácio, pois não se conformam por Pepy estar vivo. Hebreus puxam carroças cheias de ouro. Bakenmut diz a Ramsés que Gahiji e outros egípcios foram para a vila. O general pergunta o que deve fazer com os egípcios traidores e com os hebreus. Abatido, o faraó diz que terminou e para permitir a saída dos hebreus do Egito. TERÇA-FEIRA
Ramsés pede que Bakenmut providencie que os corpos sejam embalsamados. Nefertari se descontrola ao saber que Pepy foi salvo por se abrigar na vila e agride Karoma, ameaçando matar ela e o filho. Radina interrompe a briga e a rainha expulsa a serva. Meketre consegue achar Bak e pede que ele permaneça no Egito. Nefertari se irrita por Radina defender Moisés e pede que a serva a deixe sozinha. Tais dá boas vindas para Bak, enquanto Hori e Meryt comemoram a chegada do irmão. Gahiji e Chibale ficam surpresos ao descobrirem que Simut partirá junto com os hebreus. Ao mesmo tempo em que os escravos seguem felizes para o deserto, Ramsés observa a multidão, sentindo-se derrotado.

A emissora não enviou o resumo do resto dos capítulos.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *