Últimas

PCOLED: sucessor da tecnologia OLED já está em desenvolvimento

Da Redação do site Tudocelular.com.br

A tecnologia OLED vem ganhando cada vez mais força no segmento de TVs e smartphones. Samsung e LG são as duas maiores adaptas, apostando não apenas em painéis planos, mas também em soluções flexíveis. Ainda há muito caminho para o OLED trilhar, mas parece que seu sucessor já está sendo desenvolvido. Chamada de Plasmon-Coupled Organic Light Emitting Diode (PCOLED), a novidade desenvolvida pela fabricante taiwanesa ITRI promete ser mais duradora, com painéis que apresentam um tempo de vida 27 vezes maior.

PCOLD substitui o tradicional vermelho, camadas fosforescentes para gerar a cor verde, e azuis usados em painéis OLED para produzir luz branca com um design vermelho, verde e verde fosforescente, com uma estrutura de metal duplo. Este ainda é capaz de produzir um resultado muito semelhante da luz gerada por um painel com design tradicional RBG, mas tem grandes vantagens quando se trata de um longo tempo de vida – algo temido por fabricantes já que um painel OLED acaba durando menos que um LCD.

O elo fraco na vida de um display OLED está geralmente na camada fluorescente azul, que tem uma vida substancialmente reduzida em comparação com diferentes camadas coloridas. Quando a qualidade do visor começa a diminuir devido à idade, são geralmente os pixels azuis os responsáveis. Ao substituir a camada fluorescente azul por uma camada fosforescente verde, a luz branca ainda pode ser produzida, mas com a camada verde agora ditando o tempo mínimo de vida do material – o que traria o grande benefício da maior longevidade.

Dr. Ming-Shan Jeng oferece uma explicação de como isso funciona:

“No material fosforescente verde há, na verdade, uma banda de emissão azul para além do verde, mas sendo algo muito fraco. Com a estrutura de metal duplo, nós, na verdade, conseguimos gerar mais ‘plasmons’ e mudar a probabilidade de emissão do verde para um tom muito próximo do azul”.

Aparentemente, a descoberta foi feita por acaso durante a realização de uma outra experiência. Desde então, a ITRI desenvolveu duas amostras de exibição com painéis de 10 × 10 cm e 15 × 15 cm. Atualmente, eles estão em busca de empresas que possam ter interesse na novidade, uma vez que ainda continua desenvolvendo a tecnologia. ITRI já está trabalhando com WiseChip para começar a produção de uma estrutura PCOLED em uma linha de OLED de matriz passiva. De qualquer forma, não deveremos ver nenhum produto ser lançado antes de 2018.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *