Últimas

Polícia Federal vai ouvir Cerveró e agente sobre vazamento da delação

PF abriu inquérito sobre o vazamento da delação do ex-diretor da Petrobras. Segundo investigações, banqueiro preso teve acesso ao depoimento.

 

A Polícia Federal vai ouvir na tarde desta sexta-feira (27) o ex-diretor internacional da Petrobras Nestor Cerveró e o agente da PF Newton Ishii no inquérito que apura o vazamento de parte da delação de Cerveró. O documento, apesar de sigiloso, chegou ao dono do BTG Pactual , André Esteves, preso no Rio. O depoimento de Cerveró será às 14h30 na superintendência da PF em Curitiba , onde ele está preso. O agente Newton Ishii será ouvido em seguida.

Newton Ishii  transporta presos e aparece na maioria das fotos acompanhando novas prisões da Lava Jato. O nome  Newton  foi citado na gravação feita pelo filho de Cerveró, Bernardo, na conversa que teve com o senador Delcídio do Amaral, o chefe de gabinete dele, Diogo Ferreira e o então advogado de Cerveró, Edson Ribeiro. A gravação serviu de prova de obstrução das investigações .

Ishii já chegou a ser afastado da Polícia Federal, mas foi reintegrado pela Justiça, que o considerou inocente em um processo . A PF deve se manifestar oficialmente nesta sexta sobre o caso.

Na gravação, Bernardo e Edson demonstram espanto com o suposto acesso do banqueiro à delação de Cerveró. E conversam sobre como isso poderia ter acontecido.

Bernardo Cerveró: “Rapaz, chegar na mão do BTG, no André, cara.”
Edson Ribeiro: “Por que chegou lá?”
Bernardo Cerveró: “Porque o Fernando já se queimou com o cara. Já falou dele.”
Edson Ribeiro: “Quem é que poderia levar isso pro André?”
Bernardo Cerveró: “Eu acho que é carcereiro. O cara dá 50 mil aí pra você.”
Edson Ribeiro: “A gente num entende, pô!”
Bernardo Cerveró: “Carcereiro, Newton… Os caras são muito legais.”
Edson Ribeiro: “Mas tem muita informação, cara… Só tranquilizar ele aí com o negócio do seu pai, Bernardo.”

A PF diz que Newton não teve acesso à delação de Cerveró . O ex-diretor já adiantou aos investigadores que a delação dele  provavelmente vazou através do advogado Edson Ribeiro.

 

G1

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *